fbpx

Repasse da queda de preço do álcool ao consumidor é lento

O valor pago ao produtor pelo litro de álcool hidratado vem caindo. Porém – conforme divulga nota da União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica) -, o repasse ao consumidor final ainda é lento. Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da entidade, defende maior velocidade no repasse da queda de preço ao comércio varejista, pois, quando ocorre a elevação do valor do produto, o aumento para o consumidor é instantâneo. Numa análise dos fatos ocorridos durante a entressafra, Carvalho disse esperar que todos tenham aprendido que a s leis de mercado regem o álcool combustível. “A tendência é de preços mais baixos na safra e mais altos na entressafra, com uma volatilidade inerente a esse tipo de mercado”, ressaltou.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X