fbpx

RenovaBio fica órfão: “Pai” do programa é demitido

Miguel Ivan Lacerda deixa a diretoria do MME

Miguel Ivan Lacerda foi o grande incentivador do RenovaBio

Considerado ‘Pai’ do RenovaBio, Miguel Ivan Lacerda não é mais o diretor do Departamento de Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia (MME) a partir de hoje (18). Responsável pela construção e coordenação do programa, Lacerda foi demitido ontem (17), no final da tarde, pelo secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, José Mauro Ferreira, com a justificativa de que não se alinhava com a sua gestão.

A demissão repentina causou surpresa e preocupação no setor sucroenergético, que considerava o executivo o grande defensor do RenovaBio e acreditava que o programa progrediria sob a sua orientação.

“A demissão de Miguel Lacerda é um mau sinal para o setor bioenergético e pode representar um novo viés na pasta”, afirmou o diretor da Procana, Josias Messias.

LEIA MAIS > Gestores explicam como reduzir custos do plantio e replantio da cana  

As incertezas e apreensões voltam ao segmento, justamente em um momento em que a Política Nacional de Biocombustíveis começa a deslanchar, logo após a publicação da Resolução que definiu as novas metas do programa.

“Agradeço ao ministro Bento a oportunidade e que o olhar sobre os biocombustíveis continue estratégico para a pasta, pois é importante para o país”, disse Miguel Lacerda ao JornalCana.

O novo diretor do departamento ainda não foi indicado.

Essa matéria faz parte da edição 319 do JornalCana.

Clique AQUI para conferir!

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

9 + catorze =

X