fbpx
JornalCana

RenovaBio: distribuidores de combustíveis cumprem 97% da meta para 2021

No ano, foram aposentados (retirados de circulação) 24.405.193 créditos de descarbonização (CBIOs)

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) concluiu a apuração do cumprimento das metas individuais compulsórias de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa, estabelecidas para os distribuidores de combustíveis líquidos para 2021, no âmbito do programa RenovaBio.

No ano, foram aposentados (retirados de circulação) 24.405.193 créditos de descarbonização (CBIOs) por distribuidores, o que corresponde a 96,8% do total das metas individuais atribuídas a eles pela ANP, e a 98,2% da meta global estabelecida pelo CNPE para 2021.

Dos 142 distribuidores de combustíveis com metas fixadas para 2021, 118 a cumpriram integralmente ou acima de 85%, encaixando-se na norma que permite comprovação dos 15% restantes no ano seguinte. As metas individuais de 2021 foram publicadas no Despacho ANP nº 790/2021, totalizando 25.222.723 de CBIOs.

O cumprimento das metas se dá pela aposentadoria de CBIOs, ou seja, pela sua retirada de circulação em quantidade equivalente à da meta individual da distribuidora. Além dos distribuidores (partes obrigadas), os CBIOs também podem ser adquiridos e aposentados por quaisquer pessoas físicas ou jurídicas (partes não obrigadas).

LEIA MAIS > Inovações tecnológicas prometem tornar veículos elétricos mais acessíveis

A metas individuais dos distribuidores foram calculadas pela ANP a partir da meta compulsória anual global, de 24,86 milhões de créditos de descarbonização (CBIOs), estabelecida pela Resolução CNPE nº 8/2020. Desse total, foram descontados os CBIOs retirados definitivamente do mercado por partes não obrigadas em 2020, nos termos do §2º do artigo 5º da Resolução ANP nº 802/2019.

Além disso, conforme o §1º do artigo 10 da Resolução ANP nº 802/2019, os distribuidores que não cumpriram a meta individual no ano anterior tiveram a quantidade de CBIOs não cumprida acrescida à meta do ano de 2021.

Veja o detalhamento da situação dos distribuidores:

– 102 cumpriram integralmente a meta;

– 16 aposentaram CBIOs em quantidade igual ou superior a 85% da meta, após terem cumprido integralmente a meta anterior, enquadrando-se no estabelecido no § 4º do artigo 7º da Lei 13.576/2017: “Até 15% (quinze por cento) da meta individual de um ano poderá ser comprovada pelo distribuidor de combustíveis no ano subsequente, desde que tenha comprovado cumprimento integral da meta no ano anterior”;

– 7 aposentaram CBIOs em quantidade inferior a 85% da meta individual;

– 17 não aposentaram CBIOs.

LEIA MAIS > Natal solidário do Grupo Baldin arrecada meia tonelada de alimentos

Houve ainda a aposentadoria de 1.392 CBIOs por partes não obrigadas, quantidade que será reduzida da meta estabelecida pelo CNPE para o ano de 2022, antes do cálculo das metas definitivas dos distribuidores para este ano.

O descumprimento parcial ou integral da meta anual individual sujeitará o distribuidor de combustíveis à multa e esse pagamento não isenta o distribuidor do cumprimento de sua meta anual, devendo a quantidade de CBIOs não cumprida ser acrescida à meta aplicável ao distribuidor no ano seguinte.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram