JornalCana

Raízen pretende construir planta de combustível de aviação sustentável (SAF) no Brasil

A empresa está em parceria com fornecedores de tecnologia e está avaliando o escopo e a escala do projeto

A Raízen está considerando a viabilidade de estabelecer uma planta para a produção de combustível de aviação sustentável (SAF) no Brasil. Segundo o vice-presidente de trading da empresa, Paulo Neves, há uma perspectiva econômica favorável para a construção dessa planta no Brasil, dada a estrutura e os recursos disponíveis no país.

Neves disse, em entrevista à Bloomberg News, que a produção de SAF uma oportunidade viável, especialmente devido à necessidade de grandes volumes de matéria-prima para o processo. Ele ressaltou que o custo de exportação do produto final seria significativamente reduzido em comparação com o envio de etanol para ser convertido em combustível de aviação em outras partes do mundo.

LEIA MAIS > MRE e UNICA buscam promover o etanol nas reuniões da presidência brasileira do G20

“O custo de exportação do produto final seria 70% menor do que o de enviar o etanol para ser convertido em combustível de aviação no exterior, disse.

A empresa está em parceria com fornecedores de tecnologia e está avaliando o escopo e a escala do projeto.

Embora a utilização de etanol na produção de SAF esteja em estágios iniciais, a Raízen enxerga um potencial significativo nesse mercado emergente. Apesar disso, a viabilidade econômica do projeto ainda está sendo cuidadosamente considerada, uma vez que uma planta brasileira enfrentaria a concorrência de outras fábricas localizadas em países com incentivos fiscais já estabelecidos, conforme observou Neves.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram