fbpx
JornalCana

Raízen investirá mais de R$ 300 milhões em nova joint venture

Iniciativa visa desenvolver novos projetos de geração distribuída de energia renovável

A Raízen informou nesta quarta-feira (6) que celebrou contrato de aquisição de ações para formação de uma joint venture com o Grupo Gera, que atua no segmento de energia no Brasil.

“Para formação desta joint venture, a Raízen Energia irá investir aproximadamente R$ 212 milhões por participações em empresas do Grupo Gera, além de fazer um aporte primário no total de R$ 106 milhões para desenvolvimento de novos negócios”, afirmou em comunicado.

O Grupo Gera atua no setor de energia e está presente em 14 estados gerenciando mais de 15.000 unidades consumidoras de energia, investindo em projetos de geração distribuída para grandes empresas e gerindo energia e utilidades de grandes consumidores nacionais.

LEIA MAIS > Cosan investe no Fifth Wall Climate Tech Fund

O Contrato com o Grupo Gera envolve as seguintes operações:

– Geração de Energia atualmente com 15 plantas em 4 estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Pernambuco) e capacidade instalada para geração de 23 MW (127.000 MWh/ano), utilizando fontes limpas e renováveis como solar, hidro e biogás de resíduos sólidos urbanos;

– Desenvolvimento de novos projetos de geração distribuída de energia renovável;

– Soluções de tecnologia relacionados a contratação, gestão e consumo de energia elétrica e eficiência energética com foco no desenvolvimento e inovação para os consumidores de energia.

Com a conclusão desta operação a Raízen passará a deter o controle dos segmentos de geração de energia e desenvolvimento e a Gera manterá o controle de soluções.

A empresa também terá um aumento da sua capacidade de geração de energia para um total de 350MW, com possibilidade de expansão no curto prazo, além de ampliar sua atuação direta para 19 estados, servidos por 26 concessionárias.

LEIA MAIS > Indicador de preço do etanol anidro cresce no Nordeste

Segundo a companhia, o fechamento da operação está sujeito à satisfação de determinadas condições suspensivas estabelecidas no contrato, além de possíveis ajustes de preço comumente previstas neste tipo de transação.

“Este movimento complementa a plataforma de produtos e serviços renováveis da Raízen, reforçando a posição de liderança no processo de transição e descarbonização da matriz energética global, através da ampliação da oferta de energia mais limpa, renovável e sustentável”, explica Guilherme José de Vasconcelos Cerqueira, diretor Financeiro e de Relações com Investidores em nota.

Ricardo Mussa, CEO da Raízen

Ricardo Mussa, CEO da Raízen, ressalta que a joint venture acelera o crescimento da companhia no mercado de energia, complementando e fortalecendo o portfólio com toda a capacidade de desenvolvimento e execução que a Gera agrega.

“Vamos ampliar a adoção de fontes renováveis em busca de uma matriz cada vez mais limpa e eficiente, estimulando a sustentabilidade e a competitividade do setor, para atender aos diferentes desafios e necessidades dos diversos perfis de clientes”, anuncia.

LEIA MAIS > Raízen vai investir R$ 150 milhões em nova planta para gerar bioeletricidade

O Grupo Gera traz para a joint venture além dos projetos de geração distribuída, uma plataforma de soluções de energia inovadora focadas em redução de custos e eficiência energética para clientes corporativos e consumidores finais.

“Esta parceria representa o encontro da cultura empreendedora e ágil do Grupo Gera com a Raízen, maior empresa de soluções integradas de energia do Brasil. Nosso objetivo é trazer energia limpa, livre e econômica para todos os consumidores”, conclui Fábio Bicudo, CEO do Grupo Gera.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram