fbpx
JornalCana

Raízen apresenta oferta de valor aos produtores parceiros que chegaram com a integração da Biosev

Companhia promoveu workshop para fornecedores a fim de incentivá-los a participar dos programas

A Raízen tem incentivado cada vez a qualificação de seus fornecedores, por meio de sua oferta de valor integrada. Para tanto, a companhia realizou, em Ribeirão Preto -SP, durante essa semana, um encontro que reuniu produtores rurais e empresários do agronegócio brasileiro dedicados à produção de cana-de-açúcar, que atuavam em conjunto com a antiga Biosev, tanto no interior do Estado de São Paulo, quanto Minas Gerais, e agora são parceiros da companhia.

Na oportunidade, a liderança da Raízen apresentou tendências e oportunidades de negócios, além disso, fomentou debates sobre o cenário econômico, as perspectivas do mercado de insumos, o cultivo sustentável da cana-de-açúcar e explicou os benefícios oferecidos pelos programas ELO e Cultivar.

LEIA MAIS > Competitividade do etanol é evidenciada durante simpósio em Campo Grande

“O ELO e Cultivar nasceram para reforçar o compromisso com o produtor rural. São programas-irmãos, criados para ajudar os nossos fornecedores a evoluir e seguir crescendo. O Cultivar é um ecossistema de soluções que conecta pessoas e negócios para antecipar os desafios do setor sucroenergético, potencializando a produtividade, gestão e o conhecimento do seu negócio. Já o ELO tem como foco a melhor prática. Promovendo a melhoria contínua por toda a cadeia da cana-de-açúcar, contribui para a qualidade de vida de trabalhadores rurais, a preservação do meio ambiente e a prosperidade dos negócios, dentro e fora da lavoura. O resultado das iniciativas é uma cana produzida com mais eficiência e consciência. Para o produtor e para a sociedade. Porque sustentabilidade e desenvolvimento andam juntos”, explica Ricardo Berni, diretor de Negócios Agrícolas da Raízen.

Lançado em 2013, o Programa Cultivar da Raízen oferece soluções que dão suporte aos fornecedores, facilita o acesso a iniciativas de apoio à gestão, soluções financeiras e de redução de custo, além de estimular a eficiência e a produtividade de forma que todos cresçam em conjunto. Atualmente, cerca de 80% da cana-de-açúcar adquirida pela Raízen advém de produtores contemplados no programa — o que representa relacionamento direto com quase 10% do mercado nacional.

LEIA MAIS > Orplana vê cenário positivo com aprovação de projeto e PEC dos combustíveis

Um dos principais destaques do Programa Cultivar é o pool de compras, que amplia o poder de negociação dos fornecedores, além de desenvolver parcerias com diferentes empresas, para garantir os tratos do canavial a custos acessíveis.

“A concessão de crédito e o pool de compras, que compõem do programa desde a sua criação, têm um papel fundamental nos empreendimentos agrícolas, permitindo o desenvolvimento sustentável local, aprimoramento da produção e a manutenção das propriedades rurais. Para se ter uma ideia, desde que iniciamos o Cultivar, já foram mais de R$ 1,3 bilhão em insu­mos, maquinários, equipamentos, uma série de iniciati­vas que fomentamos em nosso pool de compras e mais de R$ 500 milhões movimentados em crédito rural”, ressalta o diretor de negócios agrícolas da companhia.

LEIA MAIS > FG/Agro revisa projeção de safra 2022/23

Vale destacar que a Raízen também tem uma parceria com o Banco Santander para acesso de produtores a crédito rural, o que prevê financiamentos com teto de R$ 3 milhões por CPF e período de amortização de acordo com cada tipo de operação, podendo variar de 12 a 18 meses, nas linhas de custeio; e de até cinco anos no caso de investimentos.

Outra iniciativa, que também está à disposição dos fornecedores parceiros da Raízen na região de Ribeirão Preto- SP, é o Programa ELO, que apoia produtores de cana-de-açúcar na transformação e melhoria contínua da gestão de seus cultivos para que sejam cada vez mais sustentáveis. Inédito na cadeia produtiva global de cana-de-açúcar, o programa é resultado de sólida parceria que estabelecemos com duas importantes organizações da sociedade civil: a Solidaridad e o Imaflora.

O ELO também é reconhecido pelo Padrão Bonsucro, principal certificação internacional para produção sustentável de cana-de-açúcar, como um programa alinhado aos seus princípios, critérios e indicadores de sustentabilidade e que endereça os valores do padrão, por meio da abordagem de melhoria contínua. Em 2021, o Programa ELO conquistou ainda o reconhecimento Farm Sustainability Assessment (FSA) pela plataforma Sustainable Agriculture Initiative Platform (SAI Platform), que ajuda a transformar a indústria ao incentivar o desenvolvimento de padrões agrícolas sustentáveis.

LEIA MAIS > VW e Bosch fecham parceria em projetos de inovação e descarbonização

Além disso, o Programa ELO já foi selecionado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL – ONU) para compor um repositório de iniciativas transformadoras, capazes de contribuir com um modelo de desenvolvimento econômico mais sustentável e inclusivo.

Por meio do Programa ELO, observamos oportunidades de melhoria em cada lavoura para propor e planejar mudanças. Também contamos com um ecossistema de inovação e sustentabilidade, formado por nossos parceiros produtores de cana-de-açúcar, organizações da sociedade civil, empresas parceiras, associações de produtores de cana e outros importantes atores para que possamos seguir ampliando o impacto positivo, com foco em transformações consistentes na realidade de canaviais brasileiros, em busca de práticas mais sustentáveis com crescimento e longevidade.

LEIA MAIS >  VBP de 2022 é estimado em R$ 1,24 trilhão
Ricardo Berni

“O Cultivar e o ELO são ofertas de valor para os nossos parceiros, mas o que nos motiva também vai muito além disso. Aqui na Raízen, nós temos um relacionamento muito próximo, de parceria mesmo, valorizamos o ‘olho no olho’ e buscamos ouvir os produtores. Encontros como esse reforçam a nossa transparência com eles e demonstram que realmente estamos prontos para apoiar o desenvolvimento sustentável de ponta a ponta”, destaca Berni.

Para o produtor de cana e vice-presidente da Assovale, José Odilon de Lima Neto, que se tornou parceiro da Raízen após a aquisição das unidades da Biosev na região de Ribeirão Preto, o 1º Encontro da Oferta de Valor Raízen, foi significativo porque estimulou discussões sobre assuntos da atualidade e mostrou como o setor está evoluindo.

“A Raízen é uma empresa que está em constante evolução e que traz mais profissionalização para o setor, que é algo que todos nós precisamos. Até porque, os produtores que não acompanharem, vão ficar para trás. Então, essas ferramentas que ela oferece, a gente não vê em outras empresas. É um diferencial muito grande. Eu já conheci os programas Elo e Cultivar, pois tenho amigos que já fazem parte deles. Mas, agora estamos entendendo como realmente funciona e como teremos acesso”, pontua Neto.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram