fbpx

Quem são as 8 usinas em processo final de certificação do RenovaBio

Unidades estão na fase de consulta pública

JornalCana apresenta as oito unidades produtoras do setor sucroenergético em processo final de certificação da Política Nacional de Biocombustíveis, o RenovaBio.

Essa fase é a da consulta pública, na qual as informações da unidade estão disponíveis no site da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A consulta pública fica aberta por 30 dias para avaliações e observações de usuários do site da Agência.

Venda de CBIOs

Passada essa fase, as unidades obtêm a certificação e, assim, estarão aptas a emitir os créditos de descarbonização, os CBIOs.

Esses créditos serão comercializados inicialmente para as distribuidoras de combustíveis, que os comprarão por meio da B3.

JornalCana apurou que ainda não há data prevista para a primeira certificação do RenovaBio para o setor sucroenergético.

De todo modo, quem saiu na frente no processo também estará na frente para comercializar os CBIOs.

 

Leia também:

Na Fenasucro, benchmarking com as TOP10 em produtividade agrícola

Usina Guaíra revela tecnologias que garantem alta produtividade mesmo com seca e geada

Conheça as premissas da Cerradinho Bio para manter canaviais de 3 dígitos

 

A lista

Até a manhã desta segunda-feira (19/08), oito unidades produtoras sucroenergéticas estavam com processos em fase de consulta pública na ANP.

Confira quem são elas, por ordem cronológica de entrada em consulta pública:

1 – Vale do Paraná S.A. Açúcar e Álcool (Grupo Pantaleon)

2 – Usina Iracema (São Martinho)

3 – Unidade Jalles Machado (Grupo Jalles Machado)

4 – Unidade Otávio Lage (Grupo Jalles Machado)

5 – Usina da Mata

6 – Usina Conquista do Pontal (Grupo Atvos)

7 – Unidade Cerradinho (Cerradinho Bioenergia S. A.)

8 – Nardini Agroindustrial Ltda.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X