fbpx

Queda nos preços e clima interferem no crescimento da safra mineira

A safra de cana-de-açúcar em Minas Gerais 2004/05 poderá ter um crescimento menor nesta safra (11,6%), passando das 18,9 milhões de toneladas do ano passado para aproximadamente 21,1 milhões de toneladas, conforme garante o Siamig/Sindaçúcar-MG.

Dados do Sindicato confirmam que desde a safra 2001/02, a produção mineira tem alcançado índices elevados de crescimento: 15% (2001/02); 28% (2002/03) e 21% (2003/04).

Segundo o Sindicato, os percentuais elevados de crescimento das últimas três safras foram reflexo dos bons preços alcançados pelo açúcar e o álcool até o final do ano passado, quando, iniciaram uma trajetória de queda. Isso refletiu no percentual menor de crescimento da safra 2004/05, bem como a instabilidade climática (chuva e seca em determinadas regiões), prejudicando o desenvolvimento da cana-de-açúcar.

De acordo com o presidente em exercício do Sindicato da Indústria do Açúcar e da Fabricação do Álcool em Minas Gerais (Siamig/Sindaçúcar-MG), Geraldo Otacílio Cordeiro, neste momento, o preço do álcool e do açúcar iniciam uma ligeira recuperação, mas bem distante dos preços alcançados no início do ano passado. O preço médio do litro do álcool, na indústria, está em torno de R$ 0,50 e a saca de 50 quilos do açúcar está cotada em cerca de R$ 21,00, explica a assessoria de imprensa do Sindicato.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X