fbpx

Queda nas commodities

As cotações das principais commodities agrícolas encerraram o dia em queda ontem. A maior variação ocorreu com o café, que registrou baixa de 3% para o contrato de julho na Bolsa de Nova York (Nybot). Na Bolsa de Londres (Life), a desvalorização deste contrato foi de 1,6%. Os papéis fecharam o pregão avaliados em 108,45 centavos de dólar por libra-peso e US$ 1.574 a tonelada, respectivamente.

Segundo analistas, a Comissária Exportadora e Importadora (Comexim) divulgou o número da colheita do Brasil na sexta-feira depois do fechamento do mercado. O volume de 36 milhões de sacas (60 quilos) é 4 milhões de sacas superior à estimativa oficial do governo. Os analistas acrescentam que, além disso, também houve movimento de realização de lucros.

O contrato 11 de açúcar desvalorizou-se 2,8% em Nova York, encerrando o pregão a 9,59 centavos de dólar a libra-peso. O produto está em queda porque o aumento da oferta está inferior ao do consumo.

O dia foi de cotação 1,2% mais baixa para o contrato de milho com vencimento em maio, que fechou a 364,25 centavos de dólar por bushel. A queda foi decorrente da expectativa do relatório de acompanhamento de plantio dos Estados Unidos, que só foi divulgado após o fechamento da bolsa.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X