fbpx
JornalCana

Queda de preço atinge líderes do agronegócio

2004-06-03 Logistica Transporte Aquaviario PortoUma relação de exportação de setembro dos 15 principais itens do agronegócio indica que o valor das vendas externas recuou para US$ 6,6 bilhões, 10% menos do que em igual período do ano anterior.

Desses produtos, sete deles ainda são negociados com valores médios superiores aos praticados no mesmo período do ano passado. Estão nessa lista, no entanto, produtos que têm uma participação pequena na balança comercial do setor.

A carne suína, por exemplo, teve valorização de 40% nos valores médios do mês passado em relação aos de igual período de 2013. As receitas do setor somaram, no entanto, US$ 143 milhões. O etanol é outro produto que está na lista das altas, mas as exportações de setembro se resumiram a U$ 79 milhões.

Os sete produtos que aumentaram de preços no mês passado no mercado externo somaram receitas de US$ 2,2 bilhões nas exportações –38% da soma total das vendas dos 15 produtos do grupo.

Já entre os produtos incluídos na lista dos que têm queda de preços, estão líderes do setor como soja e açúcar.

A soja em grão rendeu, no mês passado, US$ 1,25 bilhão, 27% menos que em igual período de 2013. Nesse mesmo período, os preços médios da soja exportada caíram 5%, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior).

O Brasil perdeu receitas também nas exportações de minério de ferro, cujos preços médios recuaram para US$ 67,3 por tonelada, conforme a Secex. Esse valor é 30% inferior ao de 2013.

Já as importações de gasolina pesaram menos no mês passado, recuando para US$ 22,2 milhões, 30% menos do que em igual mês de 2013. O preço médio caiu 6%.

Em queda Os economistas do Itaú que avaliam commodities revisaram para baixo as projeções de preço desses produtos. A queda neste ano é consistente e com fundamentos, segundo eles.

Surpresas O ICI (Índice de Commodities Itaú) já recuou 15,5% neste ano e essa queda ocorre devido à combinação de surpresas na oferta global, dólar forte e crescimento econômico global em ritmo menor.

Mais quedas O índice de commodities da RC Consultores também aponta para novas quedas nos preços das commodities. É o terceiro mês seguido de recuo e o índice de setembro é 11% inferior ao pico registrado no final de junho.

Não para O preço do café não para de subir no mercado externo, puxando também as cotações do produto internamente. Em Nova York, o primeiro contrato fechou nesta quinta-feira (2) a US$ 2,09 por libra-peso, 4,1% mais do que no dia anterior. No mercado interno, a alta foi de 3,3%.

Algodão A produção mundial sobe para 26,2 milhões de toneladas na safra 2014/15, segundo o Icac (comitê internacional do produto). Já o consumo fica em 24,4 milhões de toneladas.

Preços O superavit de 1,8 milhão de toneladas na safra vai manter os preços enfraquecidos, segundo o comitê. A estimativa é de 75 centavos de dólar por libra-peso.

*Texto extraído da coluna Vaivém das Commodities.

(Fonte: Folha de S. Paulo)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram