fbpx

Quebra de safra prevista para o Centro-Sul deverá se concentrar no etanol

Afirmação é da Job Economia

A moagem da cana-de-açúcar na safra em curso deverá ser de 576,4 mil toneladas e o rendimento industrial previsto é menor que o da temporada passada, porém ainda acima da média dos últimos anos. Em termos de produtos finais (ATR) a quebra de safra será de 8% estima a JOB Economia e Planejamento.

A queda na produção é devido ao clima seco na região Centro-Sul. “No período de abril do ano passado a março deste ano, o clima se mostrou bem mais seco que o normal. Choveu 28,7% e 33,8% a menos que o normal no Centro-Sul e em São Paulo, respectivamente. Desta forma, estamos admitindo quebra de rendimento agrícola no CSUL”, afirmou o sócio-diretor da JOB, Júlio Maria Borges.

De acordo com o consultor, a produção no Norte e Nordeste praticamente será a mesma da safra passada com ligeiro aumento da cana a ser moída. “O clima nesta região tem chance de ser normal, com La Niña em andamento”, explicou.

Quanto ao açúcar a consultoria ressalta que as usinas do Brasil vão resistir ao máximo reduzir sua produção em relação à safra passada. A quebra de safra prevista para o Centro-Sul deverá se concentrar no etanol, ficando a produção de 37,2 milhões de açúcar no CS e no NNE, o mesmo volume da safra passada 2020/21, de 3,2 milhões de toneladas.

LEIA MAIS > Vendas de etanol cresceram na 1ª quinzena da safra 2021/22
Borges, da JOB Economia

“O Brasil deve exportar cerca de 4 milhões de toneladas de açúcar a menos que no ano passado: 29,9 mi t versus 34,0 em 2020/21. Isto devido à produção menor e estoques iniciais relativamente baixos, ao contrário da safra anterior 2020/2”, disse Borges.

Já a produção de etanol de cana no Centro-Sul será menor que na safra passada, pois a redução prevista de moagem deve se concentrar na produção de etanol. O volume previsto é de 24,5 bi litros. A crescente produção de etanol de milho, por outro lado, deve manter seu ritmo. Prevemos um volume de produção de 3,6 bi litros, contra 2,6 bi litros na safra passada 2020/21.

Outros detalhes sobre a temporada de cana atual serão dados por Borges no webinar “Safra Cana 21/22 – Projeções de Produção e Preços”, que será realizado nesta quarta-feira (5), a partir das 19h. Com moderação do jornalista Josias Messias, o evento on-line contará também com a participação de:

Antonio Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA;

Luiz Carlos Corrêa Carvalho, diretor presidente da Canaplan e

Maurício Ferreira Lopes, gerente de Levantamento e Avaliação de Safras da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Faça a sua inscrição e assista ao webinar ao vivo: clique AQUI!

Patrocínio:

AxiAgro – Inteligência e Conectividade – Otimizar o uso de máquinas e equipamentos é estratégico para a competitividade das usinas. Neste sentido, não deixe de conhecer a AxiAgro, Solução de tecnologia e inteligência para extrair a máxima performance das operações agrícolas. Confira no site: AxiAgro.com.br

GDT by Pró-Usinas – Reduza os custos e o riscos na gestão de terceiros da sua usina! O software GDT de Gestão de Documentação de Terceiros, totalmente Saas, automatiza o fluxo de auditoria e validações, cabendo aos terceiros a tarefa de alimentar as informações e documentos no sistema.

HRC — Conheça o Clean Cut, programa de desenvolvimento de alta performance da colheita mecanizada.

Project Builder — Todas ferramentas de gestão de projetos e colaboração num só lugar. Conheça já!

S-PAA Soteica – Software de Otimização em Tempo Real presente em mais de 60 usinas, que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, gerando ganhos superiores a R$ 1/tc. Saiba mais no site usina40.com.br

Telog – Soluções Logísticas para o setor sucroenergético

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X