fbpx

Projeto da Sonora já beneficia mães e bebês

A Usina Sonora Estância (Sonora – MS) confirmou na última sexta-feira a implantação do projeto “Segurança Alimentar de Mães e Bebês”, criado em parceria com a Nestlé, Pastoral da Criança e o Centro de Voluntariado de Campo Grande (MS), aderindo ao programa Fome Zero. Após o cadastramento de 59 famílias alvo da iniciativa, identificando crianças 0 a 6 anos, além de gestantes, seguindo metodologia da Pastoral, foram distribuídas cestas básicas que beneficiam 90 crianças e, respectivamente, suas mães.

A preocupação é que o cadastramento que está sendo realizado nos bairros do município de Sonora permita às mães e crianças uma complementação alimentar com balanço nutricional, a fim de reduzir o risco da desnutrição infantil. Previsto para ser executado de novembro deste ano a março de 2004, o projeto Segurança Alimentar de Mães e Bebês tem ainda finalidade de orientar as mães quanto a importância dos cuidados pré-natais, monitorando seu comparecimento a rede pública de saúde para receber os atendimentos médicos, estimular a vacinação de rotina das crianças e das gestantes verificando a existência de cartões de vacinação, identificar as crianças recém-nascidas e, ainda, orientar sobre os riscos e perigos domésticos para as crianças, visando reduzir o índice de mortalidade infantil no município.

Todas as ações realizadas têm supervisão e relatório mensal, feitos pelos coordenadores e participantes do projeto, para se ter um retrato da situação das crianças e das gestantes, possibilitando, posteriormente, a implantação de programas específicos. O projeto é um dos resultados do protocolo de intenções para implementação de ações estruturais do Programa Fome Zero no Mato Grosso do Sul. O protocolo foi assinado em maio deste ano entre Sindálcool/MS (Sindicato da Indústria da Fabricação do Açúcar e do Álcool do Estado do Mato Grosso do Sul) e governos do Estado e Federal, através do Gabinete da Presidência da República. O projeto inédito coordenado pela Usina Sonora mobilizar jovens do ensino médio para ações voluntárias, agentes da Pastoral da Criança. (Fonte: Sindálcool/MS)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X