fbpx

Programa pode aumentar produtividade de canaviais

img3943

Com a dificuldade vivida pelo setor sucroenergético, a busca por ganhos de produtividade se intensifica. Segundo dados divulgados pela Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar -, a safra 2012/13 no Centro-Sul registrou queda de 13 % na primeira quinzena de setembro quando comparado com o mesmo do último ano.

Sabendo da necessidade, diversos estudos são feitos por empresas do ramo com o intuito de trazer soluções ao mercado. Em visita ao JornalCana, realizada na manhã desta quarta-feira (24/10), Manoel Pedrosa (foto), gerente de marketing da DuPont, apresentou o “Programa de Qualidade de Matéria-Prima” desenvolvido pela empresa.

O trabalho atua em três vertentes, sendo elas, o controle de doenças com fungicidas, controle de pragas aéreas, e por fim, a utilização do maturador. “Anos chuvosos potencializam o avanço de doenças e pragas. Para se ter uma ideia, variedades que antes eram tidas como resistentes às doenças, estão sendo atacadas. Por isso, a empresa tem investido no controle deste problema, que pode representar muito para as usinas”, explica.

Pedrosa conta que com a adoção do programa, o empresário pode ter ganhos de até R$ 600 por hectare no final da safra, fator fundamental para que a crise diminua. “Quando falamos de produtividade, sabemos que não é fácil recuperar. Esse é o grande desafio do setor. Precisa-se renovar canavial, investir em plantio e tudo isso tem um preço muito alto. Nós montamos um programa de manejo onde as usinas podem compensar um pouco da perda de produtividade com o ganho de ATR por tonelada de cana”.

Os resultados, segundo o representante, têm sido positivos. “Um dos fatores que nos mostra a satisfação do cliente é que ele, primeiramente, utiliza os produtos em pequenas áreas. Depois da experiência, essa aplicação se estende para todo o canavial”, conclui.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X