fbpx

Programa capacita empresa como fornecedora de usinas de Minas Gerais

A iniciativa é promovida pelo Sebrae, entidades e pelas empresas sucroenergéticas

Foto: Arquivo/JornalCana

As micro e pequenas empresas de João Pinheiro, município localizado no Noroeste de Minas Gerais, podem ampliar participação como fornecedoras das usinas de cana-de-açúcar.

Este é o objetivo do Programa de Encadeamento Produtivo.

A iniciativa é uma promoção do Sebrae Minas, Bevap Bioenergia, Destilaria Rio Cachimbo e Destilaria Vereda Agro, em parceria com a Câmara Sucroalcooleira e Associação Comercial e Clube de Diretores Lojistas (CDL).

Lançado oficialmente nesta terça-feira (17/09), o Programa foca a qualificação e fortalecimento da cadeia produtiva da região de João Pinheiro.

 

Leia também:

Atender as exigências

No Programa de Encadeamento Produtivo, empresas fornecedoras da região – atuais e potenciais – irão aperfeiçoar seus serviços.

Além disso, serão capacitadas para atender plenamente as exigências, condições e critérios demandados pelas grandes corporações.

“O objetivo é aprimorar e impulsionar a capacidade dos pequenos negócios, fazendo com que eles sejam mais eficientes no atendimento e na prestação de serviços”, explica a analista do Sebrae Minas, Patrícia Rezende.

“Como resultado, o pequeno negócio será preparado para aumentar seu potencial de mercado e atrair novos clientes.”

Por sua vez, o o gerente do Sebrae Minas na regional Noroeste e Alto Paranaíba, Marcos Alves, dá o exemplo da Bevap Bioenergia, uma grande empresa produtora de açúcar, etanol e bioenergia sediada em João Pinheiro.

Segundo ele, a empresa gasta com fornecedores cerca de R$ 200 milhões por ano, mas só 10% são gastos na região.

“A nossa intenção com o programa de Encadeamento Produtivo é impulsionar as vendas na região, saltando o volume de compras com os fornecedores locais de 10% para 30% do total”.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X