fbpx

Produtor prevê dificuldades para setor sucroalcooleiro

O setor sucroalcooleiro deve enfrentar dificuldades nos dois próximos anos. Pelo menos é o que prevê o diretor presidente do Grupo Cosan, Rubens Ometto Silveira Mello, maior produtor de açúcar e álcool do mundo, que esteve em Valparaíso ontem para receber o título de cidadão valparaisense. “Tivemos três anos muito bons, mas prevemos dois anos difíceis em função dos estoques em alta”, afirmou o usineiro.

O Brasil, afirma ele, deve iniciar a próxima safra, prevista para maio, com um estoque de 2 milhões de litros de álcool e 1,5 milhão de toneladas de açúcar. “Não temos mercado para dar vazão a esses produtos, por isso teremos de usar a criatividade para superar as dificuldades que vierem a surgir, como um possível excesso de produção na próxima safra”, afirmou.

Ometto criticou a falta de união e organização entre os produtores de açúcar e álcool e afirmou que o setor terá de concentrar as energias para vencer as dificuldades previstas para os próximos anos.

O usineiro cobrou do governo federal apoio para a abertura de novos mercados ao açúcar e álcool e criticou a política externa de Lula, que vincula o comércio internacional ao Itamarati. “O Itamarati é mais competente em política e não no comércio”, afirmou. “O pior é que o governo ainda não entendeu que o comércio internacional deve ser desvinculado do Itamarati, da política”, concluiu.

Formado por 12 usinas de açúcar e álcool instaladas no estado de São Paulo, o Grupo Cosan moerá este ano 29 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, produzindo 2,4 milhões de toneladas de açúcar e 1,2 bilhão de litros de álcool, crescimento de 20% em relação à safra anterior, quando o grupo produziu 2 milhões de toneladas de açúcar e 952 milhões de litros de álcool.

Tradicional produtora de açúcar e álcool da região de Piracicaba, a Cosan chegou à região de Araçatuba há três anos, quando Ometto adquiriu a Univalem, com sede em Valparaíso, em parceria com o grupo francês Union SDA, e, juntos, firmaram a joint-venture FBA (Franco-Brasileira S/A Açúcar e Álcool). Posteriormente, a FBA adquiriu a destilaria Gasa, de Andradina.

As demais usinas do grupo são a Costa Pinto, com sede em Piracicaba; Ipaussu (Ipaussu); Diamante (Jaú); Serra (Ibaté); Santa Helena (Rio das Pedras); São Francisco (Elias Fausto); Rafard (Rafard); Junqueira (Igarapava); Da Barra (Barra Bonita); e Dois Córregos (Dois Córregos).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X