fbpx

Produtividade deve ir no máximo a 75,6 toneladas de cana por hectare

Projeção é do Sistema TempoCampo do Pecege

A produtividade média deve chegar no máximo a 75,6 toneladas de cana-de-açúcar por hectare (TCH).

A estimativa vale para a região Centro-Sul do País e é do Sistema TempoCampo e do Pecege Estudos.

Segundo o estudo, os 75,6 de TCH refletem o cenário mais otimista para a safra 2019/20. No cenário pessimista, a média ficará em 74,2 de TCH.

 

Onde deve ficar a maior produtividade

De acordo com o levantamento, as maiores produtividades são esperadas na região de Ribeirão Preto, variando de 80 a 85 TCH.

Já as menores produtividade da região Centro-Sul devem ocorrer no noroeste do Paraná.

Nessa região, a média deve variar de 61 a 65 TCH.

 

Projeção do preço médio do ATR

Por outro lado, o preço médio do ATR para a safra 19/20 deverá permanecer entre 0,6586 R$/Kg e 0,5865 R$/Kg com 95% de confiança.

A previsão média é de 0,6161 R$/Kg, apontam o Sistema TempoCampo e o Pecege Estudos.

Produção de cana

Por sua vez, a  produção de cana no Centro-Sul deverá variar de 560 a 573 milhões de toneladas, indica o estudo.

Condições meteorológicas estão melhores

De seu lado, o  Coeficiente de Produtividade Climática (CPC) aponta para melhores condições meteorológicas ante a da safra 2018/19.

O CPC foi desenvolvido pelo Sistema TempoCampo.

Segundo as simulações, são esperados ganhos médios variando de 3 a 6%, considerando os cenários pessimista e otimista, respectivamente.
Destaca-se que perdas variando de 1 a 4% podem ocorrer no Triângulo Mineiro, Alto do Parnaíba e no Sul Goiano.

Nessas regiões ocorrem as condições menos favoráveis para o desenvolvimento dos canaviais, destaca o estudo.

Já no estado de São Paulo os ganhos devem chegar até 5% em relação à safra 2018/19.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X