fbpx
JornalCana

Produção de etanol de milho em Mato Grosso chega a 3 bilhões de litros

Segundo Sindalcool ¾ da produção de etanol no estado é derivada do milho

A produção de etanol em Mato Grosso cresceu 384,5% nos últimos 10 anos, conforme dados divulgados pelo Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool (Sindalcool-MT).

Em 2011, foram produzidos 0,84 bilhões de litros do produto. Já no ano passado as indústrias produziram 4,07 bilhões de litros, sendo 3 bilhões derivados do milho.

Mato Grosso começou a produzir etanol de milho em 2013 e foi aumentando a fabricação até igualar a quantidade produzida com etanol de cana, em 2019. Na época, a produção atingiu 2,43 bilhões de litros, sendo metade feita por meio da cana e metade por meio do milho.

A partir disso, a fabricação do combustível passou a ser, em sua maioria, derivada do milho. Entre 2021 e o início deste ano, foram produzidos 3 bilhões de litros de etanol de milho e apenas 1,07 bilhão de litros a partir da cana.

LEIA MAIS > Procura firme eleva vendas e valores do etanol neste início de temporada

O aumento fez com que o estado saísse da 7ª posição na produção nacional de etanol para a 3ª, ficando atrás apenas de Goiás (2ª posição) e São Paulo (1ª posição).

Segundo o presidente do Sindalcool/MT, Silvio Rangel, o estado teve uma mudança na industrialização do setor sucroenergético e o etanol de milho responde hoje por ¾ da produção. Somente duas das usinas instaladas no Norte de Mato Grosso produzem, anualmente, quase 1,5 bilhão de litros de etanol de milho.

O setor estima que entre 2022 e 2023 a produção de etanol no estado possa chegar a 4,61 bilhões de litros, um crescimento de 13,2%.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram