fbpx
JornalCana

Produção de açúcar no Centro-Sul na primeira quinzena de maio deve cair 30%

É o que aponta uma pesquisa da S&P Global Commodity Insights com 11 analistas

A produção de açúcar na região Centro-Sul do Brasil deve totalizar 1,67 milhão de toneladas na primeira quinzena de maio, uma queda de 30,1% no ano. É o que aponta uma pesquisa da S&P Global Commodity Insights com 11 analistas.

Dos analistas consultados, a estimativa de moagem de cana variou de 33,3 milhões de toneladas a 38,5 milhões de toneladas. A estimativa média era de uma moagem total de cana de 35,6 milhões de toneladas, uma queda de 14,1% no ano.

O clima no Centro-Sul foi favorável para a moagem durante a primeira quinzena de maio, com menos de um dia esperado para chuva e cerca de 235-245 usinas ativas em 16 de maio.

LEIA MAIS > Guerra na Ucrânia provoca redução da produtividade no setor bioenergético

“A safra Centro-Sul está acelerando, mas ainda atrasada em relação ao ano passado”, segundo a Platts Analytics. “Além disso, as usinas devem desviar mais cana para a produção de etanol do que no mesmo período do ano passado porque o etanol tem sido mais lucrativo que o açúcar desde o início da temporada.”

A proporção de cana utilizada para a produção de açúcar deverá ser de 40,9%, abaixo dos 46,0% do ano anterior. Esperava-se que os produtores brasileiros aproveitassem a recente alta do preço do etanol durante os estágios iniciais da safra, mas as expectativas de longo prazo são de que as usinas maximizem sua produção de açúcar durante a segunda metade da safra.

A Platts avaliou que o etanol hidratado em usina de Ribeirão Preto – SP convertido em equivalente de açúcar bruto estava em 20,27 centavos/lb em 19 de maio, de acordo com dados da S&P Global. O contrato futuro de açúcar de julho NY11 fechou em 19 de maio a 19,77 centavos/lb, um desconto de 0,50 centavos/lb sobre o preço do etanol hidratado expresso em açúcar bruto equivalente.

LEIA MAIS > GERHAI se reúne na próxima sexta, dia 27

O açúcar recuperável por tonelada de cana-de-açúcar, ou ATR, deverá ser de 122,3 kg/mt, uma redução de 7% no ano.

A produção total de etanol da cana-de-açúcar deverá ser de 1,58 bilhão de litros, queda de 14,2% no ano.

A produção de etanol hidratado era de 1,09 bilhão de litros, segundo a média das respostas dos analistas à pesquisa. Isso representaria uma queda de 11,7% no ano. A produção de etanol anidro no 1º semestre de maio era de 478 milhões de litros, 20,7% menor no ano, segundo o levantamento.

A UNICA deve divulgar seus números oficiais de produção no início da próxima semana.

 

 

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram