fbpx

Produção de açúcar aumenta mais de 55% na primeira quinzena de julho

Na primeira metade do mês, 47,94% da cana-de-açúcar foi destinada à produção do adoçante

A produção de açúcar aumentou 55,60% nos 15 primeiros dias de julho, com 3,02 milhões de toneladas fabricadas neste ano. Isso devido ao reflexo da maior moagem, que chegou a 46,54 milhões de toneladas na quinzena, 13,52% superior ao registrado no mesmo período da safra 2019/2020, quando foram moídas 41,00 milhões de toneladas.

Como também à melhor qualidade da cana-de-açúcar e do mix mais açucareiro, segundo levantamento divulgado pela UNICA.

Segundo a entidade, na primeira metade do mês, 47,94% da cana-de-açúcar foi destinada à produção de açúcar, ante 35,99% registrados na mesma data de 2019.

LEIA MAIS > Webinar sobre gestão de ativos é oportunidade de qualificação gratuita

O volume fabricado de etanol, por sua vez, registrou queda de 2,31%, com um total de 2,12 bilhões de litros na primeira quinzena de julho, sendo 673,48 milhões de litros de etanol anidro e 1,45 bilhão de litros de etanol hidratado.

No agregado desde o início da atual safra até 16 de julho, a produção de açúcar atingiu 16,31 milhões de toneladas, ante 10,88 milhões de toneladas em igual período de 2019.

A fabricação acumulada de etanol, por sua vez, alcançou 12,12 bilhões de litros, dos quais 8,63 bilhões de litros de etanol hidratado e 3,49 bilhões de litros de etanol anidro.

De acordo com Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA, “do incremento total de 5,43 milhões de toneladas na produção de açúcar observada até o momento, cerca de 4,4 milhões decorreram da alteração do mix de produção e o restante do avanço de moagem e melhor qualidade da matéria-prima colhida”.

LEIA MAIS > Produção acumulada de energia gerada pela cana atenderia SP por 11 anos

Em relação ao etanol de milho, foram fabricados 99,44 milhões de litros na primeira metade de julho de 2020. No acumulado desde o início da safra 2020/201 até 16 de julho, a produção somou 606,37 milhões de litros, crescimento de 79,04% sobre o volume apurado para o mesmo período de 2019.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

4 × um =

X