fbpx
JornalCana

Problema nosso!

img6484

Nos últimos meses, dirigentes de entidades, usinas, e representantes do setor sucroenergético solicitam medidas de longo prazo, e aguardamsoluções por parte dos parlamentares.Mas, e as unidades, estão preparadas para retomar a produção caso as políticas surjam?

Essa foi a temática do painel moderado por Josias Messias, presidente da ProCana, que contou com a participação de Pedro Mizutani, vice-presidente da Raízen; e Christophe Akli, diretor presidente da Biosev, durante o do Sugar &Ethanol, promovido pela F.O Licht´s, em março último.

“É claro que falta política pública, mas o governo não vai resolver o problema sozinho. O problema é nosso, do setor e do governo. Cabe as unidades egrandes grupos investir em gestão e tecnologia. A Raízen, por exemplo, investiu na última safra R$ 80 milhões por ano, valor baixíssimo se comparado aos rendimentos que tivemos, já que moemos R$ 600 milhões. O total não representa nem R$ 0,30 por tonelada de cana que direcionamos para esta área. Isto reflete o quanto precisamos investir”, analisa Mizutani.

Se o setor não investir, não sobreviverá. Por menor que seja a usina é preciso investir. Investir é como fazer a “lição de casa”, respondeu Mizutani, quando questionado sobre como as empresas podem investir em um momento de contensão de gastos.

A matéria completa você acompanha na edição 232 do JornalCana.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram