JornalCana

Previsão de crescimento do PIB em 2004 permanece em 3,5%

O Banco Central (BC) manteve em 3,5% a estimativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) este ano. O Relatório de Inflação deste primeiro trimestre considerou a mesma variação apontada desde dezembro de 2003.

Pelas novas previsões, o PIB agropecuário deve crescer 4%; o da indústria, 4,9% e o de serviços, 2,2% em 2004. O valor adicionado a preços básicos deve ter variação positiva em 3,3% e o imposto sobre produtos, em 4,4%.

O BC usa a expansão, no primeiro trimestre, de 6,4% do agribusiness, de 2,9% da indústria e de 1,2% dos serviços para sua projeção. ” A demanda interna mostrou recuperação, evidenciada nas taxas de crescimento de 2,2% para formação bruta de capital fixo, de 1,5% para o consumo do governo e de 1,2% para o consumo das famílias ” , diz o relatório. Também aponta aumento de 11,7% nas importações no primeiro trimestre, que refletem a retomada da atividade econômica, além da alta de 19,3% das exportações.

A autoridade monetária aponta ainda como dificuldade para uma projeção consistente do PIB a existência de ” dados recentes de absorção doméstica de bens de capital que surpreenderam favoravelmente, mas indicações das contas nacionais a prazo mais longo sugerem preocupação com as taxas de poupança e investimento da economia brasileira, de modo a sustentar um crescimento mais pujante do PIB potencial ” . Cita ainda que é necessária ” a criação de um ambiente cada vez mais propício aos investimentos ” , de modo que ” não surjam gargalos localizados e que a taxa de crescimento agregada não fique aquém do que se poderia alcançar a partir das dotações de fatores do país ” .

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram