Prêmio MasterCana Brasil encerra Ethanol Day

O Prêmio MasterCana Brasil, realizado na noite de ontem (28) no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, SP, marcou o encerramento do Ethanol Day, um dos mais importantes eventos do setor sucroenergético, que também contemplou a VIII Conferência Internacional Datagro sobre Açúcar e Álcool.

O MasterCana destacou as melhores usinas, grupos produtores, lideranças, entidades e empresas do setor sucroalcooleiro no Brasil, em 2008. Os vencedores foram anunciados durante o jantar, pelo presidente da Procana, Josias Messias, e pelo presidente do Sindicato da Indústria do Álcool e do Açúcar de Pernambuco, Renato Cunha.

Cunha destacou a importância do prêmio, principalmente neste momento de crise da liquidez enfrentada não apenas pelo setor sucroenergético, mas em todos os outros segmentos produtivos. “É um momento de reposicionamento e cautela. Mas vamos vencer esta batalha, por que a demanda está aí. O mundo precisa de etanol. Vamos continuar ocupando nosso espaço”.

O primeiro destaque da noite foi o presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), Marcos Sawaya Jank, que foi agraciado como Líder do Ano. Em discurso, prestou uma homenagem à cana-de-açúcar. “É uma planta magnífica, que há 35 anos deixou de ser apenas alimento para se tornar matéria-prima para combustível, energia, alcoolquímica, fabricação de plástico, entre outras utilizações”.

O executivo fez questão de dividir o prêmio com o grupo de 40 profissionais da Unica, além de apresentar um resumo do que a entidade tem feito pelo setor, principalmente em relação à abertura de novos mercados nos Estados Unidos, União Européia e países asiáticos. “No começo do ano que vem, vamos abrir um escritório na China”, anunciou.

O Empresário do Ano, escolhido pela comissão julgadora do MasterCana Brasil, foi José Carlos Toledo, dirigente do grupo Equipav, com ampla atuação no setor, através da Udop (União dos Produtores de Bioenergia).

O prêmio de Executivo do Ano, nova categoria do MasterCana, foi para o presidente da Usinas Itamarati, Sylvio Coutinho. Considerado pelo setor como um líder dinâmico nato, orientou o grupo de profissionais que ajudou na recuperação da companhia, hoje uma das mais destacadas no que se refere a meio-ambiente, recursos humanos, sustentabilidade, entre outras características.

O prêmio também agraciou como Profissionais do Ano, Tarcilo Rodrigues, da BioAgência (Comercial), Luiz Carlos Veguin, do Grupo Cosan (Recursos Humanos), Luiz Antonio Paiva, da Usina Cerradinho (Agrícola) e Luiz Magno Brito, do Grupo Carlos Lyra (Industrial).

No ano de comemoração do centenário da Imigração Japonesa, foram homenageados os executivos Kosuke Arakaki (Grupo Arakaki), Onório Kytaiama (Unica) e Pedro Mizutani (Grupo Cosan). Na oportunidade, jovens descendentes de japoneses realizaram uma apresentação que uniu dança e canto típicos daquele país.

No processo de escolha dos vencedores, os cases, fornecidos pelas próprias usinas concorrentes, foram submetidos à avaliação de uma comissão julgadora formada por especialistas, renomados profissionais e consultores de usinas. Todo o processo foi supervisionado e auditado pela Simonsen Associados, reconhecida internacionalmente pelo expertise em pesquisas de mercado.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X