JornalCana

Preços do açúcar sobem no mercado internacional com compras de especuladores

Os contratos futuros de açúcar demerara, negociados no mercado futuro da bolsa de Nova York (Nybot), encerraram o pregão de segunda-feira com alta média de 2%. Segundo analistas ouvidos por agências internacionais, a alta foi sustentada por compras de especuladores, influenciados pelas perspectivas de aumento nos preços de todas as commodities, especialmente as de energia e metais.

Os contratos de julho subiram 18 pontos, para 17,91 centavos de dólar por libra-peso. Os contratos com vencimento em outubro subiram 20 pontos, para 18,19 centavos de dólar por libra-peso.

Analistas acreditam que a produção canavieira no Brasil poderá ser

destinada, em sua maior parte, à produção de álcool, devido à forte demanda pelo etanol como combustível. Países do Caribe também iniciam investimentos em usinas para destinar parte de sua produção canavieira às destilarias de álcool.

Na bolsa de Londres, a divulgação de um relatório pela F.O. Licht estimando redução na área plantada com beterraba na União Européia ajudou a sustentar os preços do açúcar refinado. Os contratos com vencimento em outubro subiram US$ 8 ontem, para US$ 478 por tonelada.

No mercado paulista, o preço médio da saca recuou 0,54%, para R$ 49,38, de acordo com o indicador do Cepea/Esalq.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram