fbpx

Preço do hidratado para usinas cai 14% em uma semana

Confira números do Indicador Cepea/Esalq

Foto: Arquivo

A restrição de mobilidade recomendada pelo governo diante a pandemia de covid-19 é a principal responsável pela queda do valor do etanol hidratado para as unidades produtoras.

Em apenas uma semana, as unidades do estado de São Paulo registraram queda de 14% no valor recebido.

Ou seja, o litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins) do hidratado valia R$ 1,9437 na semana entre 09 e 13/03.

Uma semana depois (entre 16 e 20/03) o mesmo litro caiu para R$ 1,6721.

Os dados integram o Indicador Cepea/Esalq.

Acompanhe os valores do litro do hidratado para usinas:

 

Leia também:

Chuvas regulares permitem oferta de 600 milhões de toneladas de cana na 2020/21, prevê Czarnikow

 

Forte recuo

A queda de 14% no preço do litro de hidratado para usinas representa redução de R$ 0,27 por litro.

Segundo o Cepea, além da restrição de mobilidade, que reduziu a demanda pelo biocombustível, outro motivo pela queda de preços é que unidades do centro-sul voltaram a produzir.

Oficialmente, a safra 2020/21 começa em 01/04, mas unidades geralmente começam antes dessa data.

Com o aumento da oferta, e da queda na demanda, a tendência é de que os preços do hidratado para usinas sigam em viés baixista.

A queda afeta também o etanol anidro.

Nesse caso, o valor do litro sofreu redução de 6,2% para as unidades paulistas.

Conforme o Indicador Cepea/Esalq, o litro, que valia R$ 2,1558 na semana entre 09 e 13/03, caiu para R$ 2,0221 na semana seguinte (16 e 20/03).

 

Oscilação no valor do litro do anidro para usinas:

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X