JornalCana

Preço do álcool anidro está abaixo do acordo com o governo

De acordo com os balões de ensaio que saem na imprensa, como ocorre todos os anos, o álcool novamente é o grande vilão do aumento do preço da gasolina, mas cabe lembrar que no início desse ano os produtores assumiram o compromisso com o Governo Federal de estabilizar o preço do álcool anidro, que é adicionado à gasolina, em torno de R$ 1,00 o litro nas negociações com as distribuidoras e assim foi feito, numa postura extremamente responsável porque além de cumprirem o acordo, recusaram ofertas de mercado dispostas a pagar mais.

Após o início da safra os preços recuaram e atingiram pico de baixa em julho quando o produto foi vendido pelas usinas a R$ 0,54 o litro e, claro, como de praxe, os preços da gasolina não recuaram na bomba em função da queda do anidro.

Agora, com a recuperação parcial de preços o mesmo álcool, que foi vendido a R$ 1,00, depois a R$ 0,54, está em R$ 0,75, ou seja, bem abaixo do preços do início do ano e lembrando que este mesmo álcool é vendido ao consumidor a quase R$ 2,00 o litro, quando adicionado à gasolina. Em resumo, a R$ 0,54 ou R$ 0,75, quem fica com a diferença para R$ 2,00, que é o preço final da gasolina?

A confirmação de que o álcool abaixa o preço da gasolina está na blitz que o Ministério Público realizou em Ribeirão Preto junto com a Polícia Federal e que constatou que muitos postos de gasolina estão adulterando a gasolina com adição de até 48% de álcool, em alguns casos. Será que os donos de postos estão fazendo isso para diminuir suas margens?

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram