fbpx

Preço do açúcar sobe e retoma patamar de dezembro de 2016

Contratos futuros também fecharam em alta

As cotações do açúcar cristal retomaram o patamar dos R$ 90 por saca de 50 kg, o que não era observado desde o final de dezembro de 2016, em termos nominais. De 6 a 13 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, registrou aumento de 0,3%, a R$ 90,42/saca de 50 kg nessa terça-feira, 13.

Pesquisadores do Cepea afirmam que a alta nas cotações se deve à restrição de oferta no mercado doméstico, em especial o do tipo Icumsa 150. Diante da baixa disponibilidade, alguns compradores têm, inclusive, adquirido tipos inferiores do cristal a valores equivalentes aos do açúcar de melhor qualidade.

LEIA MAIS > Mix atinge 46,96% da matéria-prima direcionada a produção de açúcar

Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE também fecharam em alta nesta quarta-feira (14), embora ainda abaixo da máxima de sete meses e meio registrada na segunda-feira (12), segundo a Reuters.

Assim, o contrato março do açúcar bruto fechou em alta de 0,19 centavo de dólar, ou 1,4%, a 14,20 centavos de dólar por libra-peso.

De acordo com os operadores, o mercado está se consolidando pouco abaixo da máxima de sete meses e meio atingida na segunda-feira, com as previsões de chuva no Brasil nas próximas semanas ajudando a estagnar o recente movimento de alta da commodity.

“As previsões meteorológicas ainda estão gerando otimismo e sugerem que as próximas semanas trarão as chuvas, urgentemente necessárias”, disse o Commerzbank em nota.

O açúcar branco para dezembro recuou 0,20 dólar, ou 0,1%, para 386,90 dólares a tonelada.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

três × 1 =

X