fbpx

“Política de ‘stop and go’ é a pior sinalização para uma cadeia produtiva”

O período de estiagem vivido fez com os níveis dos reservatórios baixassem e levou o Governo Federal a acionar as usinas térmicas. Como consequência, de acordo com informações da CCEE – Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, o preço da energia no mercado de curto prazo no Brasil atingiu em 31 de janeiro o valor de R$ 822,83 por megawatt-hora (MWh), mais alto da história.

Mais barata e sustentável, a geração de energia elétrica a partir da cana traria um alento financeiro aos produtores, principalmente em um momento econômico conturbado como o de hoje.

Zilmar José de Souza, gerente de Bioeletricidade da Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar, explica que previsibilidade é a chave do negócio. “O ideal é adotarmos uma política de longo prazo para a bioeletricidade, capaz de estimular de forma estrutural a expansão dessa fonte na matriz energética brasileira. Uma política de “stop and go” é a pior sinalização para uma cadeia produtiva. Precisamos de sinais claros não somente para bioeletricidade mas para todo o portfólio de produtos do setor sucroenergético”, afirma.

Por fim, ele lembra que este trabalho poderia ajudar o país e toda uma classe trabalhadora. “Bioeletricidade não é problema, mas sim, parte da solução para dar competitividade ao setor e garantir o suprimento de energia elétrica ao Brasil”, finaliza o representante.

img10339

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X