fbpx
JornalCana

Plenário da Câmara dos Deputados aprova minuta do marco legal do hidrogênio de baixa emissão de carbono

Minuta do Projeto de Lei trará maior segurança jurídica e novos investimentos para o Brasil

(Foto: Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputados)

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, comemorou, nesta terça-feira (28), a aprovação da minuta do marco legal do hidrogênio de baixa emissão de carbono no plenário da Câmara dos Deputados.

O marco regulatório do hidrogênio é uma das prioridades do Plano de Trabalho Trienal 2023-2025 do Programa Nacional do Hidrogênio (PNH2), coordenado pelo Ministério de Minas Energia (MME). O Projeto de Lei (PL) segue para ser tramitado no Senado Federal.

“Estamos falando de mais atração de investimentos, novas oportunidades e empregos, descarbonização da indústria e dos transportes, que ajudarão a criar um mercado internacional de bilhões de dólares. O Programa Nacional do Hidrogênio e o diálogo com o Legislativo são fundamentais na estratégia do Brasil para liderar a transição energética no mundo”, afirmou o ministro.

LEIA MAIS > SINDAÇÚCAR-PE é eleito entidade do ano no MasterCana Nordeste

O PL do Hidrogênio cria um sistema nacional de certificação do hidrogênio, lançando as bases para o avanço da produção e consumo de hidrogênio de baixa emissão de gases de efeito estufa. O texto traz as definições de atividades que cabem a cada instituição e as regras para que o hidrogênio possa ser cada vez mais verde e sustentável, ajudando o mundo a combater as mudanças climáticas.

Para Silveira, o Brasil precisa desse marco regulatório que norteie todas as potencialidades do país nessa tecnologia. “O marco legal traz segurança jurídica e, consequentemente, conseguimos atrair mais investimentos para o país”, pontuou. “Para isso, temos dialogado com o Congresso Nacional para que reconheça e valorize a diversidade regional e a diversidade energética brasileira”, acrescentou o ministro.

O texto é resultado do diálogo com o Legislativo e das discussões realizadas pelo Comitê Gestor do Programa Nacional do Hidrogênio (Coges-PNH2) ao longo dos últimos dois meses. Dessa forma, o Brasil reforça, mais uma vez, seu papel como grande protagonista na transição energética global. Na próxima semana, o ministro Alexandre Silveira participará da COP 28, apresentando esta e outras iniciativas realizadas pelo governo brasileiro para a transição energética.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram