fbpx

PLD sobe 45% e vai a R$ 233,32 o MWh

O bagaço é a principal fonte da biomassa da cana empregada para produzir eletricidade

A menor afluência de água nos reservatórios das usinas hidrelétricas fez o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) ter aumento de 45%.

Empregado como indicador de preços na comercialização de eletricidade da biomassa no mercado spot, o PLD vale na média R$ 233,32 o megawatt-hora (MWh) na semana vigente, entre 1 e 07/07, no submercado Sudeste/Centro-Oeste, onde fica a maioria das usinas termelétricas (UTEs) do setor sucroenergético.

Na semana anterior, o PLD valia R$ 201,07/MWh no mesmo submercado.

Fonte: CCEE

Abaixo da média

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável pela gestão do PLD,  as afluências previstas para o Sistema, em julho, estão em torno de 78% da Média de Longo Termo (MLT), ficando abaixo da média em todos os quatro submercados: Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte.

Conforme a CCEE, o crescimento no PLD em todo o País é explicado, principalmente, pela redução nos índices estimados de afluências. A expectativa para o Sudeste é de 86% da MLT, no Sul é de 80% e no Norte é de 59%. O Nordeste apresenta o pior índice, ficando em 33% da MLT.

Carga

Já a previsão de carga para a próxima semana deve ficar em torno de 340 MWmédios mais baixa que a expectativa anterior, com retração sobretudo no Sudeste, em 370 MWmédios, pela previsão de queda nas temperaturas, e no Nordeste, em 50 MWmédios. Para o Sul é esperado crescimento em torno de 80 MWmédios, enquanto o Norte não teve variação.

Os níveis dos reservatórios do SIN ficaram em torno de 615 MWmédios abaixo do esperado, com queda observada nos submercados Sudeste (-610 MWmédios) e Sul (-120 MWmédios). No Nordeste, os níveis ficaram cerca de 105 MWmédios mais altos e, no Norte, se mantiveram praticamente estáveis.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X