fbpx

Plantio de cana: conheça 3 inovações em nutrição e maturação vegetal e foliar

Representantes da Raízen, Ferrari, Lins e Baraúna mostram mais detalhes

 

A cana-de-açúcar precisa de um correto programa de nutrição e maturação vegetal

De acordo com especialistas, um correto programa de nutrição e maturação vegetal da cana-de-açúcar precisa consideração parâmetros técnicos para que a planta obtenha maiores índices de produtividade na lavoura. Requisitos como as análises de solo e tecido vegetal; histórico da área de cultivo; índices críticos para solo e tecido vegetal; valores de extração e exportação de cada nutriente são fundamentais.

DESTAQUE > Conheça 9 usinas com manejo biológico que gera alta produtividade

Além disso, alguns desses parâmetros também devem ser levados em consideração para diminuir a influência do fator fertilidade/nutrição na produtividade da lavoura. Contudo, é preciso ir além. Portanto, mostramos a seguir novas iniciativas que já garantiram resultados nessa safra. Confira:

1 – Pátio 4.0

De acordo com Roberto Malimpence, consultor da Baraúna, uma das inovações em nutrição e maturação vegetal é o Pátio 4.0. Basicamente consiste em um ambiente de fertilizantes organominerais que resulta em rendimentos melhores que os tradicionais pátios de mistura. Mas, o principal resultado, segundo Malipense, é maior lucratividade para a usina ou produtor de cana-de-açúcar.

2 – Classificação dos ambientes de produção

Em atividade desde de 1953, a Ferrari Agroindústria S/A está localizada no interior de São Paulo, na cidade de Pirassununga, região de Ribeirão Preto. Com capacidade de moagem de mais de 3,0 milhões de toneladas de cana para a produção de açúcar VHP e etanol anidro, etanol hidratado, levedura seca e cogeração de energia. De acordo com José Cristóvão Momesso, gerente agrícola da Ferrari, dentre as inovações que trouxeram resultados significativos está três ações está a classificação dos ambientes de de produção executadas no 3º eixo.

3 – Vinhaça concentrada

A Raízen está em constante busca por inovações que aumentem seus rendimentos agrícolas e uma das ações que geram impacto positivo é seu projeto de fabricação de fertilizante líquido. Leonardo Novaes, gerente Agrícola da Raízen – Araraquara, informa que a utilização da vinhaça concentrada resultada positivamente de forma econômica e ambiental. De modo que reduz o custo do transporte e o custo dos insumos, além de atender normas e legislações ambientais.

SAIBA MAIS > Produtor de Tupaciguara obtém 16,6 TAH com manejo biológico

Para comprovar a eficácia de todas essas práticas e apresentar o que há de mais recente na área, um time de gestores de usinas e especialistas no assunto se reuniu hoje para o painel Nutrição & Maturação Vegetal + Foliar da 2ª Maratona CANABIO de Manejo Biológico & Sustentável de Cana-de-Açúcar.

São eles:

José Cristóvão Momesso, gerente agrícola da Ferrari Agroindustrial
Leonardo Novaes, gerente Agrícola da Raízen – Araraquara
Roberto Malimpence, consultor da Baraúna
Rodrigo Corrêa, diretor agrícola da Usina Lins

O webinar foi apresentado por Josias Messias, diretor da ProCana Brasil e contou com o patrocínio das empresas: Agrivalle; Baraúna; Bayer; HB Saúde; Koppert; Microgeo e com o apoio da: Agrobiológica; AGTech e Wiser.

Assista o vídeo:

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

4 × três =

X