fbpx

Petrobras reduz preços nas refinarias e derruba ainda mais o valor do etanol

A decisão da Petrobras de reduzir os preços do diesel e da gasolina nas refinarias, a partir de 25/02, afeta também o mercado dos etanóis anidro e hidratado.

Desde a 0h de 25/02, o litro do diesel teve o preço reduzido em 4,8%, enquanto o da gasolina caiu em média 5,4%.

Para o consumidor final, a Petrobras estima que a decisão faz o litro do diesel cair 3%, ou R$ 0,09 por litro, enquanto a gasolina deve recuar 2,3% nos postos, ou R$ 0,09 por litro.

A redução de preços ocorre com a política de preços da estatal, anunciada em outubro de 2016, e que mensalmente avalia o comportamento internacional de valores dos combustíveis nas refinarias.

No caso da última decisão, a diretoria da Petrobras que a queda dos preços “é explicada principalmente pelo efeito da valorização do real desde a última revisão de preços, pela redução no valor dos fretes marítimos e ajustes na nossa competitividade no mercado interno.”

Remuneração cai para usinas

A queda dos preços ajuda a empurrar para baixo a remuneração do biocombustivel para o setor sucroenergético. Geralmente o período de entressafra no Centro-Sul representa preços em alta para o hidratado e o anidro, por conta da demanda firme, mesmo que não seja crescente.

Não é o que vem ocorrendo. Desde 27/01, o preço do anidro nas usinas paulistas registra semanalmente queda de preços na venda. Levantamento do Cepea/Esalq, do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), revela que na média o litro do anidro para o produtos (sem impostos) caiu semanalmente acima de 2% desde a última semana de janeiro. 

No último levantamento, em 24/02, a usina paulista vendia o litro do anidro em média por R$ 1,7142. Em 27/01, o mesmo litro era vendido por R$ 1,9656.

 

Hidratado

A queda de preços para as usinas também ocorre no caso do etanol hidratado.

Conforme os levantamentos do Cepea/Esalq, os preços (sem impostos) de venda do litro do biocombustível pelas usinas paulistas registra quedas semanais desde 20/01.

No levantamento de 10/02, o preço despencou 5,92% ante a semana anterior, com a usina recebendo médios R$ 1,7580 pelo litro.

Na última medição do Cepea, em 24/02, o litro médio ficou em R$ 1,6566. Com isso, as usinas paulistas receberam um valor 3,47% menor que o da semana anterior. 

Motivos

As quedas nos preços dos etanóis no mercado, segundo pesquisadores do Cepea, são explicadas pela combinação de baixa demanda com oferta firme.

A oferta diz respeito a unidades produtoras estocadas, que reduzem preços do hidratado para comercializar o produto. A moagem de unidades a partir de março próximo também ajuda a derrubar os preços.

Clique aqui para saber mais sobre a queda dos preços do hidratado

No caso do etanol anidro, reforça a queda do seu preço o fato de ter crescido o ritmo de importação do biocombustível.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X