JornalCana

Petrobras avança no mercado de biocombustíveis para aviação e navegação

Estratégias da estatal visam liderança na produção de combustíveis renováveis de alto valor agregado

A Petrobras está traçando um plano audacioso para entrar de vez no mercado de biocombustíveis, especialmente no segmento da aviação e navegação, com a instalação de unidades dedicadas à produção de bioquerosene de aviação (BioQAV) e diesel renovável.

A empresa prevê concluir essas instalações após 2028, com destaque para as unidades na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), em Cubatão – SP, e no Polo Gaslub, no Rio de Janeiro.

Mauricio Tolmasquim, diretor de Transição Energética e Sustentabilidade da empresa, confirmou a informação durante um seminário sobre biocombustíveis organizado pela Universidade Columbia, no Rio de Janeiro. Na ocasião, Tolmasquim destacou que esse produto possui valor agregado superior, justificando a estratégia da empresa.

Em parceria com a empresa do setor petroquímico Honeywell UOP, a Estatal já tinha anunciado em dezembro um contrato para adquirir tecnologia capaz de produzir bioquerosene de aviação e diesel renovável a partir de matérias-primas como óleo de soja e sebo bovino.

LEIA MAIS > Evento discute o mercado de carbono neutro e suas perspectivas de futuro

Segundo o diretor, com um plano estratégico que prevê investimentos de US$ 1,5 bilhão em negócios de biorefino até 2028, a Petrobras demonstra seu compromisso com a descarbonização de seus negócios, focando em novos combustíveis como Hidrogênio Verde e Amônia Verde, além da geração de energia renovável.

 

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram