fbpx

Perdas vão a 10 toneladas por hectare

Resultado foi nas últimas 5 safras, segundo relato de Luiz Carlos Corrêa Carvalho, da Canaplan, na Expedição Cana do PECEGE

Em cinco safras, as usinas de cana-de-açúcar perderam 10 toneladas de cana por hectare (TCH) em produtividade.

A perda foi nas últimas cinco safras até a 2018/19, relata Luiz Carlos Corrêa Carvalho, o Caio, diretor da consultoria Canaplan.

Caio fez o destaque durante palestra no evento Expedição Cana do PECEGE realizado em 30/05 em Piracicaba (SP).

Segundo Caio, enquanto na safra 2013/14 a média foi de 83 TCH, na 18/19 a média ficou em 73 TCH.

Por fim, Caio também lembrou que no quadrante (comparativo de resultados), a média do TCH oscila entre 15 a 20 toneladas.

Custo da renovação do canavial

Na safra 2017/2018, o produtor de cana-de-açúcar desembolsou, em média, R$ 7.282,04 por hectare (ha) para renovar o canavial.

O valor foi obtido a partir de uma amostra de 33 painéis no centro-sul canavieiro apresentada no evento por João Rosa, do PECEGE.

Neste montante estão inclusos todos os dispêndios observados nos estágios de preparo de solo, plantio (incluso muda) e tratos culturais de cana planta.

Apesar do valor de referência para a renovação de canavial na safra 17/18, o custo de formação se mostra bastante variável, com registros entre R$ 9.054,49 e R$ 5.939,31/ha.

Essa amplitude é reflexo das particularidades no uso de insumos e práticas culturais adotadas pelos produtores.

Em uma análise mais aprofundada dos componentes de produção, é possível verificar que as mudas utilizadas no plantio figuram como maior item dos custos de produção, correspondendo a praticamente um quarto de todo desembolso com a formação do canavial.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X