fbpx

Para a INTL FCStone, déficit mundial de açúcar vai a 5,6 milhões de toneladas

A consultoria INTL FCStone reviu de 3,8 milhões de toneladas para 5,6 milhões de toneladas o déficit mundial de açúcar em função da safra global 2015/16. A primeira avaliação foi divulgada em setembro. A segunda, na última quinta-feira (12/11).

AÇÚCAR-saldo-global-300x150Confira as avaliações da consultoria: 

1 – O ajuste decorre da redução mais forte do que era estimado anteriormente na produção global, somada a um aumento maior na demanda, por sua vez, puxada por uma expectativa mais otimista em relação à economia de alguns importantes países consumidores do adoçante, como Indonésia, Bangladesh e Índia.

2 – A desvalorização de várias moedas emergentes deve levar a melhora na competitividade das exportações destes países. Com isso, a demanda global por açúcar pode atingir 183,2 milhões de toneladas, um incremento de 2,1%.

3 – Já com relação à oferta, espera-se que o Centro-Sul brasileiro seja a região de maior aumento na oferta em relação à safra-mundo 2014/15, com produção de 31,6 milhões de toneladas. O crescimento pode ser atribuído à perspectiva de mix mais açucareiro na colheita que começará em 2016, e também à produção maior no final ano anterior (entre outubro e dezembro de 2015), em consequência da extensão da colheita.

4 – Na contramão produtiva, a INTL FCStone mantém a expectativa de que a maior queda venha da União Europeia, onde o clima seco na entressafra intensificará essa redução, que já era esperada devido à forte redução na área plantada. A falta das precipitações afetou as plantações de beterraba dos principais produtores do bloco, como França e Alemanha.

5 – Outro importante player no mercado onde a produção deve cair consideravelmente é a Índia, cujo resultado deverá atingir 27,3 milhões de toneladas, queda de 3,5% em relação à safra anterior. Os canaviais de Maharashtra e Karnataka (estados no centro do país, principal e terceiro maior produtor de açúcar) foram fortemente afetados pela redução das chuvas durante as monções (14,3% de queda na média do país), resultado do fenômeno climático El Niño.

6 – A estimativa de produção global ficou em 177,6 milhões de toneladas de açúcar, 2,6% abaixo da safra 2014/15.

 

Paulo Botelho, analista de açúcar e etanol da INTL FCStone:Podemos destacar o forte crescimento esperado para a Índia que, apesar de ser uma economia mais fechada que a China, deve ter efeito significativo sobre o crescimento global.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X