fbpx

[Opinião] O presente é biológico

Manejo biológico representa uma efervescência de tecnologias e de resultados e integra definitivamente a estratégia das usinas e produtores de cana!

Josias Messias, diretor do Grupo ProCana Brasil

A cana-de-açúcar entrou de vez na era mundial dos biológicos. Estudos indicam que o mercado de insumos biológicos para a produção agrícola já movimenta cerca de R$ 1 bilhão no Brasil, representando uma expansão de 50% sobre o ano passado.

Hoje, a maioria das usinas faz uso de “defensores biológicos”. Cerca de 6 milhões de hectares de cana, um aumento de quase 50% em relação ao ano passado, já são protegidos por estes agentes microbiológicos (bactérias, fungos e vírus) e macrobiológicos (insetos como vespas), que trabalham combatendo organismos nocivos ao canavial.

Esta realidade mudou os canaviais e representa uma volta às origens da agricultura, com as pragas naturais sendo combatidas por seus inimigos naturais.

DESTAQUE > Manejo integrado pode elevar produtividade da próxima safra para 3 dígitos

Na cana, o controle biológico é eficaz contra pragas como a broca da cana, a cigarrinha, o sphenophorus e nematoides, podendo associar o uso de bioprodutos com químicos. Já o manejo biológico inclui bioestimulantes, biofertilizantes, compostos microbiológicos, como fixadores de nitrogênio, bactérias e extratos de algas, cuja função é restaurar a microbiologia e aumentar a fertilidade do solo.

Ao invés de concorrentes, os insumos biológicos são aliados dos insumos químicos, compondo com destaque o Manejo Integrado de Pragas (MIP) e as cestas de fertilidade do solo e nutrição das plantas. E otimiza o uso dos equipamentos e recursos normalmente empregados no manejo, ou até mais econômicos, como drones, incentivando o desenvolvimento da agricultura digital e o emprego de mais inteligência nas operações.

SAIBA MAIS > Saiba como qualificar o manejo biológico da cana. E sem custo!

E a tendência é que o manejo biológico cresça por conta da demanda dos consumidores e do mercado por alimentos mais saudáveis, livres de químicos e obtidos por processos mais próximos dos naturais. O próprio RenovaBio intensifica a adoção do manejo biológico, já que este melhora a nota da usina na emissão dos Crédito de Descarbonização (CBIO) por conta da redução na emissão de carbono e o impacto nulo ou baixo para o ambiente.

No caso das usinas, a necessidade de redução de custos também tem favorecido o controle biológico, já que a aplicação da maioria dos bioprodutos encontra-se mais barata do que dos químicos, apresentando quase sempre a mesma eficiência em curto prazo, e maior no médio e longo prazo.

DESTAQUE > Plantio de cana: saiba tudo sobre manejo biológico e orgânico

Um dos fatores de incremento na adoção de biológicos é sua crescente eficiência no controle de pragas e doenças, com casos de agentes biológicos que já apresentam a mesma eficácia dos produtos convencionais. Outro fator é que há uma demanda por soluções que resultem em menor impacto em termos de resíduos, principal característica dos agentes biológicos.

O fato é que o manejo biológico e sustentável representa uma efervescência de produtos, de tecnologias e de conhecimentos e passou a compor a estratégia agrícola das usinas e produtores de cana!

Benchmarking e a profusão de estratégias e técnicas da área de Manejo Biológico e sustentável

Visando ampliar o benchmarking e a profusão de estratégias e técnicas da área, organizamos a primeira Maratona CANABIO de Manejo Biológico e sustentável em Cana-de-Açúcar.

A série de webinares representa uma oportunidade única de benchmarking na área, pois já estão confirmadas apresentações de cases de usinas, incluindo os grupos Atvos, Bevap, Biosev, Cerradinho Bio, Guaíra, Jalles Machado, Raízen, e Vale do Paraná; além de produtores de cana e desenvolvedores de tecnologia da área.

Serão 5 webinares diários, de segunda a sexta-feira da semana que se inicia (24 a 28 de agosto), com conteúdo técnico, exclusivo e gratuito, com apresentações de mais de 20 palestras de especialistas, produtores de cana e executivos de usinas.

Veja o programa completo no site www.canabio.com.br

Seja olhando para a questão técnica ou econômica, os fatos revelam que o manejo biológico representa um caminho sem volta. Nosso papel deve ser promover uma volta ao futuro, a este futuro biológico e sustentável para a cana!

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

15 − 9 =

X