fbpx

Oferta de milho avançará este ano e ajuda o etanol feito pelo cereal

milhoA oferta de milho em 2016 deverá crescer 900 mil toneladas. A avaliação é da consultoria Agroconsult, responsável pelo projeto Rally da Safra, que desde 25/01 está a campo para avaliar os os impactos que as instabilidades climáticas causaram na produção de grãos brasileira.

A maior oferta de milho poderá favorecer também os produtores de etanol feito pelo cereal. 

A concentração das usinas produtoras de etanol de milho está no Mato Grosso, expressivo produtor do grão e onde estão três das companhias que também processam o biocombustível pelo cereal.

São elas: Usimat, Libra e a Porto Seguro, no estado do Mato Grosso, responsáveis por uma produção de 200 milhões de litros em 2015.

Usimat, no Mato Grosso: expectativa para 2016
Usimat, no Mato Grosso: expectativa para 2016

Desde dezembro, entrou em operação a quarta destilaria de etanol de milho no País, junto a Usina São Francisco, em Quirinópolis (GO), controlada pela joint-venture SJC Bioenergia, da Cargill e da USJ (Usina São João).

Em entrevista ao Portal JornalCana, Piero Barini, diretor da Libra e presidente  do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras do Estado de Mato Grosso (Sindalcool-MT), a previsão inicial é de que as três unidades do estado repitam 200 milhões de litros de etanol de milho também neste 2016.

Mas a maior oferta do grão pode ampliar também a produção do biocombustível pelas destilarias.

Leia mais: Porque o Mato Grosso lucra com o etanol de milho 

Leia mais: Cargill e USJ iniciam produção de etanol de milho em Goiás 

Conforme previsões de André Pessôa, coordenador geral do Rally da Safra 2016 e sócio diretor da Agroconsult, organizadora do projeto, em relação ao milho, a expectativa de que o atraso do plantio e da colheita da soja pudesse atrapalhar a implantação de milho safrinha não se confirmou.

Sendo assim, segundo a Agroconsult:

  • a perspectiva para a safra de milho verão é de 27,9 milhões de toneladas, volume 7% inferior ao da safra passada (30,1 milhões de toneladas), com redução de 8% na área plantada, chegando a 5,7 milhões de hectares
  • na segunda safra, a expectativa é de 57,7 milhões de toneladas, com aumento de 6% sobre a safra passada (54,6 milhões de toneladas)
  • a área plantada deverá registrar crescimento de 9%, chegando a 10,5 milhões de hectares
  • a safra total estimada é de 85,6 milhões de toneladas, contra 84,7 milhões de toneladas da safra 2014/15, ou 900 mil toneladas extras na 15/16 sobre a safra 14/15

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X