JornalCana

Oferta de álcool de novo em xeque

A demora na liberação dos recursos para a estocagem de álcool, um total de R$ 500 milhões, pode colocar em risco a oferta do combustível no país. A advertência foi feita por Eduardo Pereira de Carvalho, presidente da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (Unica).

“Metade da safra de cana já foi processada, e os recursos ainda não saíram”, disse o executivo. Segundo ele, os empresários do setor estão cumprindo o acordo fechado com o governo federal no início do ano, que previa a antecipação da colheita e a manutenção das cotações do álcool em até 70% dos preços da gasolina.

No Tesouro Nacional, as informações são de que o processo de liberação dos recursos segue seu trâmite normal. Em maio, durante a abertura da safra no Centro-Sul, o presidente Lula anunciou que os recursos sairiam em junho.

Até o momento, 6 bilhões de litros de álcool foram produzidos nesta safra, dos quais 3,2 bilhões estão estocados com recursos das usinas, informou Antonio Pádua Rodrigues, da Unica, com base no levantamento parcial da safra, que será divulgado nesta sexta-feira pela entidade. A expectativa inicial era de que o setor fechasse a atual safra com 12,6 bilhões de litros de álcool. Até o fim de julho, as usinas produziram 9 milhões de toneladas de açúcar, dos quais 3,3 milhões de toneladas no mês passado.

O risco de desabastecimento de álcool está descartado, segundo especialistas do setor. A aposta é de que a produção atinja até 300 milhões de toneladas de cana, suficientes para garantir o abastecimento e as exportações.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram