fbpx
JornalCana

O exemplo vem da nova geração

“Não adianta querer ser melhor, sem aprender com os outros ou com aquele que já faz bem”. A frase não é dita por um senhor idoso do setor sucroenergético, mas pelo jovem João Henrique de Andrade, de apenas 32 anos, executivo da Usina Pitangueiras, homenageada nesta edição por seus 40 anos de existência.

Vista do exterior, aliás, a usina parece uma senhora de meia-idade. Mas, basta conversar com seus executivos para entender sua jovialidade. A Pitangueiras é nova porque é dirigida por cabeças jovens. Supervisionados a uma distância segura pelo pai, João Batista de Andrade, os filhos João Henrique de Andrade, 32 anos, e Rafael de
Andrade Neto, 34, têm trazido nova forma de pensar à unidade, da administração às áreas de tecnologia industrial e agrícola.

Com estes dois jovens no comando, a Pitangueiras investe bastante em tecnologia, mas de pés no chão. Os dois irmãos saem sempre para conhecer outras unidades e grupos para, assim, aprender com eles. Ao mesmo tempo abrem as portas a quem quiser conhecer e aprender com suas iniciativas de sucesso – e olha que são muitas, conforme o leitor verificará nas páginas 57 a 61 da edição 256 do JornalCana. João Henrique e Rafael fazem parte do grupo JSS (Jovens do Setor Sucroenergético), formado por rapazes herdeiros ou executivos de usinas. Eles se reúnem regularmente com seus pares para trocar ideias, informações e, sobretudo, para investir na reciprocidade.
Ao contrário de muitos empresários da antiga geração, estes não se veem como concorrentes mas cooperadores uns dos outros, sempre dispostos a aprender com o novo e a não reter seu conhecimento.

Apesar de reconhecerem que sempre há rivalidades no setor por questões de terra ou disputas por fornecedores próximos, o próprio João Henrique não vê a concorrência como acirrada. Ele observa que hoje há uma geração de usinas cooperativas que não estão interessadas apenas no crescimento próprio, mas, sobretudo no crescimento do setor como um todo e na lucratividade das empresas. Este é o tipo de visão que o setor precisa! Que surjam mais henriques e rafaeis!

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram