fbpx
JornalCana

Nova usina da BSBIOS tornará Porto Alegre autossuficiente na produção de etanol

A expectativa da empresa é usar o trigo como fonte de combustível para a produção de etanol

A BSBIOS anunciou na última semana, que pretende tornar o Rio Grande do Sul autossuficiente no setor da produção de etanol com a sua nova usina instalada, na cidade de Passo Fundo.

O diretor-presidente da companhia BSBIOS, Erasmo Carlos Battistella, ressaltou que, a cidade de Passo Fundo já foi considerada a Capital Nacional do Trigo, na década de 50, e que com essa nova planta da usina, o município voltará às suas origens, voltando a produzir o trigo de forma competitiva novamente. Ainda de acordo com o empresário, o estado do Rio Grande do Sul produz mais que consome para a indústria de alimentos.

LEIA MAIS > Três usinas mostram como aproveitar ao máximo a matéria-prima e reduzir custos na indústria  

A expectativa da empresa é usar o trigo como fonte de combustível para a produção de etanol. Dessa forma, com a nova usina de etanol da empresa, o produtor vai ter outro mercado que consegue absorver trigo, cevada e outros cereais que por muitas vezes são barrados em um padrão de alimentação ou exportação, garantindo o uso sem que seja desperdiçado. O presidente da companhia também salientou que, a partir do ano que vem, a BSBIOS contará com sementes com variações específicas.

Além disso, a empresa também fará um trabalho semelhante a incentivar a produção direta com a indústria, por meio de uma integração. O combustível necessita ser abastecido de forma recorrente, o ano todo, por isso é necessário ter sempre a matéria-prima, caso o estado gaúcho eleve a produção de milho utilizando novas tecnologias e irrigações, por exemplo, a usina de etanol estará preparada para o usar o cereal na produção do combustível.

LEIA MAIS > Unicamp desenvolve reator que viabiliza a produção de hidrogênio a partir do etanol

“O Rio Grande do Sul é um estado importador de etanol e nós, que estamos na cadeia produtiva, com esse investimento, vamos ampliar nossa capacidade de produção de biocombustíveis aqui na Região Sul, aderindo ao Pró-Etanol”, afirmou Battistella.

Atualmente, o estado importa 99% da sua demanda de etanol e, a nova fábrica, vai suprir 23% dessa demanda, tornando o estado autossuficiente na produção do produto.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram