fbpx

Multas em estradas podem ser anuladas

As diretorias dos Departamento de Trânsito – Detran, e as prefeituras têm 30 dias – a contar da quarta-feira, dia 17 último – para revisar os contratos feitos com as empresas de radares eletrônicos, sob o risco de terem suas multas anuladas se não cumprirem essa determinação do Conselho Nacional de Trânsito – Contran.

A resolução 141, que regulamenta o uso desses equipamentos no País, foi publicada no Diário Oficial da União.

Pela nova resolução, os pardais não podem ser mais instalados de forma aleatória nas ruas e rodovias; o pagamento das empresas que prestam o serviço não pode ser condicionado à quantidade de multas registradas; e em toda multa tem de constar imagem da infração.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X