fbpx

MS deve produzir mais açúcar na safra 2017/18, avalia presidente da Biosul

Hollanda, presidente da Biosul: chave virada para o açúcar na 17/18

De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) Roberto Hollanda Filho, em divulgação realizada ontem (2/5) a chave do mix produtivo dos produtores do Estado estará virada para a produção de açúcar na safra 2017/18, com produção estimada em 1,99 milhão de toneladas do adoçante. Ele acredita que sejam cultivadas 51,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, plantadas em 657,5 mil hectares com produtividade de 78,2 TCH, o que representa uma perda de 4,3% em relação à safra 2016/17. As usinas também devem cogerar 2.881 GWh de bioeletricidade.

Leia mais: Mato Grosso do Sul exporta cerca de 135% a mais de açúcar no primeiro trimestre deste ano

Na safra 2016/17, o Estado registrou aumento na área plantada, na moagem e na produtividade da cana-de-açúcar em relação à safra anterior. Foram 649 mil hectares de área cultivada, 4% a mais que no ciclo passado, esmagando 50,27 milhões de toneladas — 3,3% a mais. A produtividade também subiu, alcançando 81,7 toneladas por hectare. A produção de açúcar alcançou a marca de 1,74 milhões de toneladas, o que representa crescimento de 31,3% em relação à safra anterior. Já a produção total de etanol foi de 2,709 bilhões de litros, redução de 3,3% no comparativo com a 15/16.

Leia mais: Usina do Mato Grosso do Sul esbanja lucro líquido de R$ 91,7 milhões

Holland Filho, comemorou o crescimento da safra 2016/17, finalizada em 31 de março, dizendo que ainda que pequeno, quando comparado ao conturbado cenário econômico do país, foi uma grande conquista.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X