fbpx

Modelo de cooperativismo canavieiro do PR sobrevive com sucesso

O Estado do Paraná que possuía na época do Proálcool, cerca de 10 cooperativas exclusivas de canavicultura, hoje possui duas delas apenas, a Cooperval – Cooperativa Agroindustrial Vale do Ivaí e a Coopcana – Cooperativa Agrícola Regional de Produtores de Cana, de São Carlos do Ivaí. A afirmação é de Marcelo Silva, gerente administrativo da Coopcana, que trabalha há 25 anos na empresa. “Hoje há poucas cooperativas de cana no país, muitas já diversificaram ou venderam o negócio. Esse modelo para cana está desaparecendo, mas tem dado muito certo aqui”, lembra.

Apesar da escassez desse tipo de negócio, o modelo cooperativista permanece até hoje com sucesso na Coopcana, prova disso é a expectativa de moagem de 3,5 milhões de toneladas, 150 mil toneladas de açúcar e 190 mil m3 de etanol.

A história

Criada há 32 anos, a Coopcana é administrada por seis diretores por meio de um estatuto interno, onde Elias Fernando Vizzotto, atual presidente foi o primeiro funcionário da empresa. “A história começou com o pai dele e um grupo de pecuaristas e produtores da região. A cada quatro anos os cooperados elegem um conselho de administração que são os gestores cooperados, formados por três executivos e três diretores que têm direitos de votos. Isso para que acompanhem de perto a administração e sigam o mesmo modelo há anos”, reforça.

Ao longo desse período o número de associados foi crescendo, já que entraram as gerações de filhos de pais associados, e hoje há 129 cooperados. “Esse modelo antigo funciona bem até hoje porque sempre tem um consenso e o conselho de administração faz reuniões semanais, e assembléia anual ou extraordinária, e em alguns casos que o estatuto não permita decisão dos seis diretores, todos decidem. O estatuto existe há 32 anos e foi se adaptando de acordo com a realidade da empresa”, lembra.

Segundo ele, o plantio é realizado por todos cooperados e administrado por um condomínio rural para se conseguir realizar as operações de CCT – corte, carregamento e transporte, onde todos maquinários são utilizados em comum.

Atualmente há 1182 funcionários dentro da cooperativa, sem contar os funcionários do consórcio pertencente aos cooperados formado por rurícolas que plantam e cortam a cana, e que posteriormente é administrado pelo condomínio.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X