JornalCana

Moagem no Centro-Sul bate recorde histórico e se aproxima de 53 milhões de toneladas

Na segunda quinzena de julho permanecem em operação 260 unidades produtoras na região, sendo 243 unidades com processamento de cana, sete empresas que fabricam etanol a partir do milho e nove usinas flex

A moagem de cana-de-açúcar na segunda quinzena de julho registrou crescimento de 7,81%, na comparação com o mesmo período do ciclo passado. Foram processadas 52,96 milhões de toneladas, o maior montante da série histórica quinzenal, contra 49,12 milhões.

No acumulado da safra 2023/24, a moagem atingiu 311,32 milhões, ante 283,68 milhões de toneladas registradas no mesmo período no ciclo 2022/23 – avanço de 9,74%, segundo dados divulgados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (UNICA), nesta quinta-feira (10).

Na segunda quinzena de julho permanecem em operação 260 unidades produtoras na região Centro-Sul, sendo 243 unidades com processamento de cana, sete empresas que fabricam etanol a partir do milho e nove usinas flex.

No mesmo período, na safra 2022/23, havia 259 unidades produtoras em atividade.

LEIA MAIS >Usinas aderem ao DT Faceum na implantação de reconhecimento facial

No que condiz à qualidade da matéria-prima, o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) registrado na segunda quinzena de julho foi de 144,02 kg por tonelada de cana-de-açúcar, contra 148,19 kg por tonelada na safra 22/23 – variação negativa de 2,81%. No acumulado da safra, o indicador marca o valor de 132,89 kg de ATR por tonelada (-0,47%).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram