fbpx

Moagem no Centro-Sul alcança 597,63 milhões de toneladas

Duas processadoras de cana ainda estão em operação na temporada

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades no Centro-Sul somou 44,51 mil toneladas na segunda metade de janeiro.

No acumulado da safra 2020/2021, a moagem alcançou 597,63 milhões de toneladas, alta de 3,16% quando comparado ao mesmo período do ciclo passado (579,30 milhões de toneladas).

Levantamento atualizado junto às empresas indica que nesta entressafra estão em operação na região Centro-Sul 2 unidades processadoras de cana, 5 unidades exclusivas de milho e outras 2 usinas processando ambas as matérias-primas.

“No período de entressafra deverá prevalecer a oferta de etanol a partir do milho e o uso do estoque dos produtores, dado que o início da colheita de cana-de-açúcar na região Centro-Sul deverá acontecer somente no final do primeiro trimestre”, diz o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues.

Em função da menor disponibilidade de matéria-prima no final de safra, as produções de açúcar e de etanol permanecem reduzidas. A fabricação quinzenal de açúcar nesse período totalizou 1,86 mil toneladas e de etanol 120,25 milhões de litros.

LEIA MAIS > Volume de etanol negociado cresce, mas preço reage timidamente

Do total de etanol produzido na quinzena, 115,69 milhões de litros foram fabricados a partir de milho. No acumulado desde o início do atual ciclo agrícola, o volume de etanol de milho alcançou 2,09 bilhões de litros, representando 7,09% do total de biocombustível produzido.

No agregado desde o início da safra até 1º de fevereiro de 2021, a produção de açúcar atingiu 38,20 milhões de toneladas ante 26,49 milhões de toneladas no mesmo período da última safra.

O aumento de produção do adoçante foi acompanhado de um salto nas exportações que, em 2020, atingiram 30,63 milhões de toneladas segundo dados da SECEX. Esse índice é o maior dos últimos 10 anos da série histórica.

No mercado interno, o volume de açúcar vendido na safra 2020/2021 alcançou 7,58 milhões de toneladas em 1º de fevereiro de 2021, o que representa um aumento de 3,11% em relação a quantidade comercializada no mesmo período no ciclo agrícola anterior.

No caso do etanol, a produção acumulada alcançou 29,54 bilhões de litros, dos quais 9,66 bilhões foram de anidro e 19,88 bilhões de hidratado.

Este último registra uma queda de 11,49% quando comparado ao volume acumulado na safra 2019/2020 (22,46 bilhões de litros).

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X