fbpx
JornalCana

Moagem de cana no Norte e Nordeste supera expectativas e atinge 61,38 milhões de toneladas

54,20% da cana moída foi destinada à produção de etanol

A safra de cana-de-açúcar na região Norte e Nordeste atingiu a marca de 61,38 milhões de toneladas moídas até o final da primeira quinzena de maio, superando o volume registrado na safra anterior, 2021/22.

Os dados compilados pela Associação de Produtores de Açúcar, Etanol e Bioenergia (NovaBio) revelam um avanço de 13,7% em comparação com o mesmo período do ciclo anterior, quando foram moídas 54 milhões de toneladas.

Esse resultado também supera em 5,2% as projeções iniciais feitas para a safra 2022/23, que estimavam 58,34 milhões de toneladas.

Renato Cunha, presidente-executivo da NovaBio, destacou em comunicado que o maior volume da produção foi resultado das condições climáticas favoráveis, tanto antes quanto durante o ciclo, com chuvas mais bem distribuídas.

Cunha, que também preside o Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do Estado de Pernambuco (Sindaçucar- PE), ressaltou ainda que a produção de etanol e açúcar também superou as expectativas.

LEIA MAIS >Inscrições gratuitas para o Seminário CanaMS sobre pragas e doenças na cana

A fabricação de açúcar atingiu 3,36 milhões de toneladas até 15 de maio, um aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano anterior, que registrou 2,89 milhões de toneladas.

A produção total de biocombustível, incluindo etanol anidro e hidratado, alcançou 2,33 bilhões de litros até a segunda quinzena de maio, representando um aumento de 8,2% em comparação com a safra 2021/22, que produziu 2,16 bilhões de litros.

O destaque até 15 de maio foi o etanol anidro, que atingiu 1,25 bilhão de litros, um aumento de 22,6% em relação ao mesmo período da safra de 2021/22 (1,02 bilhão de litros). Em relação ao etanol hidratado, houve uma queda de 4,9%, com a fabricação de 1,07 bilhão de litros em comparação com 1,13 bilhão de litros fabricados na mesma data do ciclo 2021/22.

A NovaBio também informou que 54,20% da cana moída foi destinada à produção de etanol, enquanto 45,80% foi direcionada ao açúcar. No mesmo período da safra anterior, esses índices eram de 55,86% para o biocombustível e 44,14% para o açúcar.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram