fbpx

Moagem de cana é recorde, mas abaixo das vendas

Até 1º de maio, das 308 unidades aptas a processar cana na região Centro-Sul, 231 já haviam iniciado a moagem, contra 166 no mesmo período da safra anterior. Nenhuma das 23 novas unidades previstas para a safra 2009/10 havia iniciado a moagem de cana até o final de abril.

Os dados são da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), que divulgou nesta quarta-feira o resultado de seu levantamento periódico sobre o setor sucroenergético, que aponta um processamento recorde de cana-de-açúcar até o final de abril de 2009 na região Centro-Sul. A comparação entre a safra 2009/10 com a anterior mostra ainda que os volumes produzidos de açúcar e etanol em abril ficaram abaixo das vendas realizadas, tanto no mercado interno como no externo.

Segundo a entidade, condições favoráveis para a colheita, a disponibilidade de cana não processada na safra 2008/09 e os efeitos da crise financeira, particularmente a falta de limite de crédito para obtenção de novos financiamentos de capital de giro, foram as causas para um número maior de unidades produtoras terem iniciado a moagem com antecedência.

De acordo com a Unica, a antecipação da moagem fez crescer o volume processado em 2009/10 em relação ao mesmo período na safra passada, aumentando em 101,8%. Foram 43,25 milhões de toneladas de cana moída até 1º de maio deste ano, contra 21,43 milhões de toneladas na safra anterior.

Como já era esperado, trata-se, até aqui, de uma safra com perfil mais açucareiro do que se observou na safra 2008/09, com um mix de produção de 36,84% para o açúcar contra 31,80% na safra anterior, afirma a nota da Unica. No período, o total de açúcar produzido atingiu 1,68 milhão de toneladas contra 673,5 mil toneladas, um crescimento de 149,69%.

A produção de etanol até 1º de maio totalizou 1,78 bilhão de litros, um incremento de 100,34% em relação aos 888,5 milhões de l itros produzidos no mesmo período na safra passada. A quantidade de açúcares totais recuperados foi de 110,76 quilos por tonelada de cana processada, 6,81% superior aos 103,70 quilos obtidos por tonelada na safra anterior. Mesmo com um perfil mais açucareiro, a quantidade de etanol produzida por tonelada de cana esmagada permaneceu semelhante à da safra anterior, em 41,16 litros por tonelada.

As exportações de açúcar no mês de abril, embarcadas pelos portos da região Centro-Sul, chegou a 1,11 milhão de toneladas, um incremento de 44% sobre as 768 mil toneladas embarcadas em abril de 2008. Já as exportações de etanol em abril caíram na comparação com o mesmo mês no ano passado. A queda foi de 13,2%, com 210 milhões de litros embarcados em abril de 2009 contra 241,9 milhões no mesmo mês do ano anterior.

No mercado interno, com os preços competitivos do etanol na maioria dos estados brasileiros comparados com a gasolina e o incremento na frota de veículos flex, o volume de etanol entregue pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu 1,33 bilhão de litros de etanol hidratado e 0,45 bilhão de litros de etanol anidro.

Segundo a Unica, com a safra entrando em ritmo acelerado a partir da segunda quinzena de maio, a expectativa é de que os pleitos de financiamento pelas empresas junto ao sistema bancário sejam concretizados, reduzindo a necessidade de vendas das empresas.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X