fbpx

Moagem de cana cresce 14,3% na segunda quinzena de setembro

Seis empresas já concluíram a safra

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades produtoras do Centro-Sul somou 40,22 milhões de toneladas na segunda quinzena de setembro. O resultado é 14,26% superior às 35,20 milhões registradas no mesmo período de 2019.

No acumulado da safra 2020/2021, a moagem alcançou 499,77 milhões de toneladas, registrando aumento de 5,30% sobre as 474,60 milhões processadas em igual período do ciclo 2019/2020.

“O período de estiagem favoreceu a operação de colheita, permitindo que a moagem atingisse patamar recorde de 500 milhões de toneladas até 1º de outubro. Apesar do avanço no processamento de cana, é importante monitorar os efeitos da seca sobre o desenvolvimento da lavoura, pois já observamos retração no rendimento de áreas que estão sendo colhidas em algumas regiões do Centro-Sul”, analisa o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues.

De acordo com os dados preliminares do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), para uma amostra de 90 unidades, o rendimento da lavoura em setembro indicou queda de 1,40% ante o índice apurado em mesmo mês do ciclo anterior (71,97 toneladas por hectare colhido versus 72,99 toneladas por hectare colhido).

“Trata-se de um índice preliminar obtido com amostra reduzida, mas já indica uma mudança no cenário observado até o momento”, acrescenta Rodrigues.

LEIA MAIS > Curva futura dos preços do açúcar permanece atrativa para fixações

A qualidade da matéria-prima processada na segunda quinzena de setembro, mensurada a partir da concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR),

atingiu 161,35 kg por tonelada em 2020 contra 157,30 kg verificados na mesma quinzena da safra passada. No acumulado até 1º de outubro deste ano, o indicador de qualidade alcançou 142,87 kg de ATR por tonelada de cana-de-açúcar – 4,42% superior ao valor apurado no último ciclo agrícola.

Em relação ao número de usinas em operação, 256 unidades estavam em operação até dia 1º de outubro de 2020 contra 251 usinas em igual período da safra 2019/2020. No mês de setembro, uma nova unidade de etanol de milho entrou em operação e seis empresas concluíram a safra, sendo duas na segunda quinzena (uma unidade em São Paulo e outra no Rio de Janeiro).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

8 + doze =

X