fbpx

Moagem das unidades da Raízen deve crescer até 3 milhões de toneladas de cana

A moagem de cana-de-açúcar nas unidades produtoras da Raízen Energia S. A. deve crescer até 3 milhões de toneladas na safra 2019/20, que oficialmente começa em abril. Ao todo, são 26 unidades produtoras.

Conforme divulgação de projeções financeiras e operacionais (guidances) nesta terça-feira (19/03), a joint-venture da Cosan e da Shell deverá moer entre 61 e 63 milhões de toneladas de cana na temporada 19/20.

Na temporada 2018/19, as unidades produtoras processaram 59,764 milhões de toneladas.

 

Leia também:

Às vésperas do início da safra, preço do etanol recua para as usinas

Meramente estimativas

A diretoria de relações com investidores da Raízen relata, em Fato Relevante nesse 19/03, que tais guidances são meramente estimativas sobre os negócios e projeções dos resultados operacionais e financeiros e, como tais, são baseadas principalmente em percepções e premissas da administração.

“Essas estimativas estão sujeitas a diversos fatores de risco e incertezas e são feitas considerando as informações atualmente disponíveis, portanto, dependem substancialmente das condições de mercado, do desempenho da economia brasileira, do setor de negócios da Companhia e de suas subsidiárias e dos mercados internacionais, estando, assim, sujeitas a mudanças”, relata a companhia.

“Em virtude dessas incertezas, o investidor não deve tomar nenhuma decisão de investimento com base nessas estimativas e projeções sobre operações futuras, pois não constituem promessa de desempenho”, prossegue o Fato Relevante.

“Qualquer alteração nas percepções ou nos fatores supracitados pode fazer com que os resultados concretos sejam divergentes das projeções efetuadas e divulgadas”, conclui.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X