fbpx
JornalCana

MME destaca política de eficiência energética em evento

Citeenel reuniu especialistas nacionais e internacionais para debater resultados, desafios e oportunidades sobre transição energética, digitalização e sustentabilidade

O Ministério de Minas e Energia (MME) destacou, na quarta-feira (25/10), as ações e políticas de eficiência energética que o governo tem desempenhado durante o Congresso de Inovação Tecnológica e Eficiência Energética do Setor Elétrico (Citeenel). O tema do encontro esse ano foi “Inovação sob a perspectiva ESG: ambiental, social e governança”.

Representando o ministro Alexandre Silveira, o assessor especial da Secretaria Nacional de Transição Energética e Planejamento (SNTEP), Leandro Albuquerque, destacou que o MME está estruturando a Política Nacional de Transição Energética com a participação social ativa. A governança da política prevê a criação de um Fórum Nacional de Transição Energética (FONTE), com o objetivo de receber contribuições da sociedade civil, para retroalimentar as políticas públicas para o setor.

LEIA MAIS > Mercado de CBIOs:  meta de descarbonização não foi devidamente aposentada dentro do prazo estabelecido

“A transição energética é uma necessidade e uma oportunidade, precisamos posicionar o Brasil para reverter esse esforço de reduzir as emissões de gases de efeito estufa também em emprego e renda para nossa sociedade. Temos uma matriz energética renovável, precisamos induzir o processo de industrialização de baixa emissão, e com isso posicionar a produção do país em patamar elevado. Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética são centrais nessa estratégia”.

Destacou ainda a necessidade de focar as políticas públicas em setores de difícil abatimento, como os transportes e a indústria. Para a indústria, apontou a centralidade das ações de eficiência energética. “Em alguns segmentos industriais, há maior dificuldade de reduzir emissões. Por isso a eficiência energética consegue desempenhar um papel importante e de curto prazo. Estamos trabalhando na expansão do programa PotencializEE, que parte de diagnósticos para implementação de medidas concretas de eficiência energética na indústria. Nossa meta é ampliar para mais estados e para pequenas e médias empresas”.

LEIA MAIS > Mapa, MME e FPBio discutem fortalecimento do biodiesel brasileiro

Leandro Albuquerque participou do segundo painel que abordou a governança das políticas públicas e regulação para inovação no setor elétrico e energético brasileiro. Durante as interações, questionado sobre o papel do hidrogênio para transição energética, o assessor especial do MME destacou ainda que estão sendo desenvolvidas ações concretas no âmbito do Programa Nacional do Hidrogênio (PNH2).

“Destaco que o programa tem como um dos eixos a pesquisa, desenvolvimento e inovação (PDI), e entre os objetivos está o de multiplicar por sete esses investimentos em PDI no hidrogênio. Enxergamos um grande potencial do hidrogênio para redução de emissões de difícil abatimento”.

O evento tem como objetivo reunir stakeholders dos setores público e privado, do terceiro setor e da academia em torno dos Programas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) e de Eficiência Energética (EE) regulados pela ANEEL, e contou com a coordenação técnica da diretora Agnes da Costa.

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram