fbpx

Mix da Guarani será de 67% de açúcar em 2010/2011

A Açúcar Guarani deverá continuar investindo na produção de açúcar na próxima safra 2010/2011. Segundo o presidente da companhia, Jacyr Costa Filho, o porcentual de cana destinado à produção do produto em 2010/2011 atingirá 67%, acima dos 65% verificados na atual safra.

De acordo com a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), o mix de produção da região Centro-Sul é de 43% para o açúcar na atual safra.

“Vamos aproveitar o nosso perfil mais açucareiro para conseguir bons resultados no mercado”, disse Costa, ontem, durante apresentação da Guarani em reunião da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec). O executivo lembrou que o excesso de chuvas na região Centro-Sul na atual safra reduziu tanto o processamento de cana como a qualidade do produto, o que deve tirar do mercado quase 2 milhões de toneladas de açúcar, ! tornando o preço mais atraente.

Na Guarani, a expectativa é de que o processamento de cana atinja 14,5 milhões de toneladas, abaixo das 14,8 milhões de toneladas esperadas inicialmente. O presidente afirmou ainda que o fato de 70% da produção da Guarani poder ser de açúcar refinado agrega valor ao produto em um momento em que o açúcar branco vem se valorizando mais que o demerara.

Além disso, segundo ele, existe a expectativa de que, a partir do segundo semestre da safra 2009/2010, os preços do etanol voltem a ficar positivos para o setor. “Neste momento, o cenário para o etanol não justifica novos investimentos para produção, por isso o projeto de construção da Usina Cardoso deverá sair apenas em médio prazo, por volta de 2012.”

O presidente informou que parte do maquinário da Usina já está comprado e pago. E que a empresa agora está desenvolvendo a área agrícola. Segundo ele, 10 mil hectares já possuem cana-de-açúcar plantada, que está sendo colhida e vendida p! ara usinas vizinhas. Jacyr ressalta que outra usina do grupo, a Tanabi, foi construída em menos de um ano. “Assim que o mercado ficar propício, também poderemos levantar a Cardoso em tempo recorde, porque o principal, que é a cana, já existe”.

O diretor financeiro e de relação com os investidores da Guarani, Reynaldo Benitez, informou que a empresa registrou uma receita líquida, no primeiro semestre de 2009/2010, de R$ 607 milhões, crescimento de 23,9% em relação a igual período do ano passado. Segundo ele, este resultado foi causado pelo aumento de 45,5% do preço médio do açúcar e por uma alta de 3,9% no volume de açúcar vendido. Ele ressaltou que 64,6% da receita liquida da Guarani, neste período, veio do açúcar. No mesmo período do ano passado, esta participação era um pouco maior que 50%.

No período analisado, Benitez informa que a alta do preço do açúcar gerou um aumento na receita de R$ 118 milhões, enquanto a queda registrada no preço do etanol levou à perda! de R$ 10,2 milhões. Ele disse também que, atualmente, 70% do endividamento da Guarani é em moeda estrangeira e 30% em real. Segundo o diretor financeiro, 50% da dívida é de curto prazo e os outros 50% é de longo prazo.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X